Etiqueta Empresarial Etiqueta sem Frescura

Cardápio ou Menú – Qual a diferença?

image_pdfimage_print

O cardápio  é o que nos oferecem no restaurante com a lista de tudo o que é possível de ser servido  e de onde escolhemos alguns ítens.
Já o Menú é o que é apresentado nas refeições sociais ou comerciais mais formais com a lista do que  será servido de fato: aquele em que explica a ocasião que esta sendo celebrada e coloca – se por ordem de entrada o que será servido.
 Embora muita gente ache que é a mesma coisa, há uma diferença entre menu e cardápio. E a forma como são usados pode parecer um detalhe mas faz diferença no curso de uma refeição – seja ela de negócios ou não, informal ou oficial.

O cardápio –  é o que nos oferecem no restaurante com a lista de tudo o que é possível de ser servido  e de onde escolhemos alguns ítens.

Muitos restaurantes hoje apresentam cardápios em tablets – a ideia é facilitar a escolha do cliente e seja na versão impressa ou eletrônica o importante é saber que podemos contar com o maitre ou garçom para tirar eventuais dúvidas.

Mas tirar a dúvida é uma coisa, já, pedir que eles desfiem toda lista de alternativas de pratos com os respectivos acompanhamentos é de uma falta de sensibilidsde atroz! Ninguem merece isso e acredite: não ajuda em nada a agilizar o serviço a seu favor.

Cliente inconveniente: é aquele que não entende que nem sempre é possível fazer muitos ajustes aos pratos para adequa-los ao seu paladar. Uma coisa é pedir para substituir os legumes por uma salada . Outra muito diferente é pedir que o molho putanesca (que provavelmente já está pronto) venha sem as azeitonas picadas…

Simplifique: aprenda a consultar o cardápio assim que o tiver em mãos –  e decida logo o que vai pedir  ou quais dúvidas vai dirimir ) e só então chame o maitre. Esse expediente economiza o tempo de todos. E aí, escolhas feitas, todos podem relaxar e conversar até chegarem os pratos.

O Menú – é o que é apresentado nas refeições sociais ou comerciais mais formais com a lista do que  será servido de fato: aquele em que explica a ocasião que esta sendo celebrada e coloca – se por ordem de entrada tudo o que será servido, inclusive os vinhos.

Pode ser em papel cartão mais grosso ou cartolina, em geral é impresso e colocado em cada lugar de modo que cada convidado possa consultar  ou mesmo intercalado a cada dois ou três lugares. Quando é individual, frequentemente é em tamanho menor e tem apenas uma face que pode ser disposta sobre o guardanapo ou sobre a mesa.

Já, quando há mais espaço, em mesas mais formais e maiores, ele pode ser duplo e colocado em pé de modo a se integrar a decoração. Muitas vezes, em jantares com convidados estrangeiros encontramos um menú bilingue – e não é frescura mas uma grande gentileza para com os convidados de outra nacionalidade que não falam nossa língua…

Quase a la carte – o Menú serve justamente para preparar os convidados para o que será servido e, muitas vezes vem com uma ou mais opções para cada uma das etapas da refeição – da entrada a sobremesa.

Nesse caso, o garçom de cada mesa anotará quais as escolhas de cada um antes de chegar com os pratos já servidos. No caso de o serviço ser a francesa, a comida chegará em travessas para que cada um se sirva do que preferir. E, mais uma vez o Menú ajuda pois basta esperar o momento em que será servida a nossa escolha.

Ok, todo esse papo pode parecer o detalhe do detalhe mas, pessoalmente, de-tes-to passar quase uma hora comendo pães e pastas do couvert porque a galera  não se organiza para pedir logo o cardapio ao garçom e fazer o pedido sem demora…

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

3 Comentários

  • Responder
    Vilma Martins Soares
    28/02/2018 as 09:20

    Eu sempre digo pro meu marido”vc tá empatando a moça (o)…ele demora pra se decidir …gosto sempre de pedir um prato diferente do dele ,pq se caso alguma coisa não estiver muito boa,dividimos a outra que veio diferente,mas no que eu peço diferente ele vai e troca e pede igual ao meu…já cansei de falar em casa ,pra não enrolar na hora ,mas não adianta!

    • Claudia Matarazzo
      Responder
      Claudia Matarazzo
      03/03/2018 as 20:21

      Vilma não adianta mesmo! Acredita que o meu faz a mesma coisa? Acho que é coisa de quem gosta de conversar…Mas não esquenta porque elas devem ter clientes piores do que os que gostam de saber os detalhes do que vão pedir¡ Beiião

  • Responder
    Roberto Jamacaru de Aquino
    20/07/2020 as 10:02

    Ufa! Até que finalmente alguém colocou os pingos nos “is” dessa questão.
    Por outro lado, a elegância exige conhecimento e praticidade. Saber diferenciar uma coisa da outra ajuda no nosso comportamento à mesa, seja de um simples restaurante como também de uma requintada mesa de Banquete!
    “Gracias tanto” ilustre Cláudia Matarazzo!

  • Deixe um comentário