Vai Encarar?

Vaidade interna – cuidar até do avesso

Recorte em uma rocha formando um coração cheio de água
image_pdfimage_print

 Recorte em uma rocha formando um coração cheio de água

 

Bexiga, fígado, pâncreas, rins, pulmões, pele… Beleza. Você já pensou no cuidado que dedica a sua vaidade interna?

Sempre fui uma mulher preocupada com minha saúde e vaidosa, sem excessos. Ao sofrer uma lesão medular, nosso corpo passa por mudanças malucas e nossos órgãos internos, como a bexiga e o intestino, por exemplo, passam a se comunicar de maneira diferente. Entender esse novo mecanismo requer uma atenção quase flutuante, já que a comunicação com o corpo já não tão óbvia.

Esse autoconhecimento é o primeiro passo para resgatar a auto-estima e a beleza.

Com o tempo e por falta de exercícios e atividades, muitas pessoas com deficiência passam horas na mesma posição. Essa condição faz com que os membros enrijeçam e, não raro, seus donos percam a ambição do próprio corpo e acabem adoecendo.

Ser tetra e saudável dá um pouquinho de mais trabalho do que para quem se mexe. Agora, ser tetra e bonita é trabalho árduo! Exige disciplina e uma nova forma de encarar a vida.

Tudo que você come, bebe e os hábitos que adquire deflagram no seu exterior e reflete na forma como as pessoas e você mesmo se enxerga. Saudável, além de energia para produzir, sinto-me bonita por dentro para trabalhar pelo outro e inspirar mudanças.

Com ou sem deficiência – busque formas de cuidar de si mesmo porque o mundo sempre pode esperar um pouquinho enquanto você se prepara para retribuir o que de melhor pode oferecer ao outro.

Espelho de mesa oval com suporte trabalhado em metal prateado

 

 

 

 

 

 

 

 

Mara Gabrilli, deputada federal, com seus longos cabelos loiros, sorrindo, ela usa uma camisa brancaMara Gabrilli, 46 anos, é publicitária, psicóloga, foi secretária da Pessoa com Deficiência da capital paulista e vereadora também por São Paulo. Atualmente é Deputada Federal pelo PSDB.
Aos 26 anos, sofreu um acidente de carro que a deixou tetraplégica. Indignada com a falta de acessibilidade, fundou em 1997 a ONG Projeto Próximo Passo, hoje Instituto Mara Gabrilli, para promover acessibilidade, pesquisas e inclusão social em comunidades carentes e atletas com deficiência. Em Brasília, tornou-se a primeira deputada Federal tetraplégica do Brasil
www.maragabrilli.com.br   facebook.com/maragabrilli   twitter@maragabrilli

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

8 Comentários

  • Responder
    Adilson de Abreu
    04/10/2014 as 10:38

    Olá,

    Sou um admirador da Mara Gabrilli. Admiro sua coragem, força pra lutar e viver. Quando minha sobrinha assumiu a
    Secretaria Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, em Campinas, orientei que a procurasse em Brasilia, e elas se encontraram. Minha intenção era inspirá-la para o desafio que teria pela frente, pois conhecia alguns projetos que Mara havia desenvolvido desde o início de sua carreira política. Portanto as “belezas” de Mara se misturam entre a de dentro e a de fora.
    Parabéns
    Adilson

    • Claudia Matarazzo
      Responder
      Claudia Matarazzo
      04/10/2014 as 17:31

      Adilson, a mara é inspiradora – além de bonita como vc disse por dentro e por fora! Que venha mais Mara! Um beijo grande

    • Responder
      Mara Gabrilli
      13/10/2014 as 12:50

      Adilson,

      Muito obrigada por suas palavras. Feliz por saber que você acompanha meu trabalho desde o início.

      Você é o tio da Emmanuelle? Ela é incrível, uma guerreira, adorei conhecê-la! Tenho certeza de que está desenvolvendo um trabalho muito bacana.

      Um beijo para vocês!
      Mara

  • Responder
    Cristiana
    05/10/2014 as 17:59

    Gostei do:”o mundo pode esperar um pouquinho enquanto você se prepara para retribuir o que de melhor pode oferecer ao outro”…… acho que esta frase é um ALERTA a ANSIEDE extrema das pessoas nos dia de hoje. Ninguém pode esperar, tudo tem que ser imediato! Como oferecer algo de qualidade sem um tempo de cuidado e preparo??? Não é possível! Acho que Mara escreveu aqui pensando mais no físico mas está implícito e óbvio para mim que é algo muito mais amplo aos sentidos. Uma fala, uma presença, um texto, uma resposta, um tempo desoendido com o outro…. Enfim, há de se ter um pouco mais de serenidade e respeito ao ritmo de cada um, aceitar as diferenças. Tenho muito respeito e admiração pela sensibilidade da Mara!!!
    Boa sorte nesta eleição, sucesso!

    • Claudia Matarazzo
      Responder
      Claudia Matarazzo
      06/10/2014 as 07:49

      Tiche, tomo liberdade de responder pela Mara e vou encaminhar seu comentário: é isso aí! Temos que re aprender a respirar, refletir e aí sim, seguir em frente com mais qualidade do que vemos fazendo! Que bom que gostou! beijo grande!

      • Responder
        Mara Gabrilli
        13/10/2014 as 12:58

        Claudia,

        Adorando participar do seu blog.
        Sabe que te admiro um montão, né?

        Beijão,
        Mara

        • Claudia Matarazzo
          Responder
          Claudia Matarazzo
          13/10/2014 as 19:28

          Mara querida nós é que adoramos você – e aproveitando esse espaço pra te parabenizar por mais esse mandato como Deputada Federal – e tb pra mandar um beijo pra toda a tua equipe Maravilha! Avante meninas!

    • Responder
      Mara Gabrilli
      13/10/2014 as 12:54

      Cristina,

      É essa a ideia mesmo!
      A beleza exterior é só um reflexo da nossa saúde e capacidade de produzir, que, para mim, está intimamente ligada à felicidade.

      Adorei seu comentário reflexivo.

      Beijos,
      Mara

    Deixe um comentário