CASA COR – UM NOVO JEITO

Esse ano, a Casa Cor convidou o seu elenco de arquitetos, designers de interiores e paisagistas a refletirem sobre qual será o formato da casa pós-pandemia.

E como será que vai funcionar…?

CASA COR SP DIVULGAÇÃO

Bom, será na rua! Sim, pela primeira vez, a amostra ganha as ruas e promove uma exposição inclusiva, gratuita e segura, coerente com o momento que estamos vivendo hoje, SEM AGLOMERAÇÕES. As vitrines físicas serão vedadas e poderão ser vistas por quem passa diante delas… Os ambientes internos poderão ser acessados, mas somente por uma janela virtual pelo site janela casa cor São Paulo.

Casa Cor SP divulgação

Será possível navegar e explorar cada detalhe desses inovadores projetos, que estarão presentes, até dia 8 de dezembro deste ano.

Todos podem acessar, se deslumbrar e se apaixonar pelas novas tendências para o próximo ano.

Corre lá! E fique ligado nos próximos posts… vou colocar onde estarão os containers para vocês terem uma noção de como está lindo!




Tendências Pós Pandemia: o mundo que escolhemos

Children Helping Parents With Household Chores In Kitchen

Com o advento da Pandemia aconteceu uma grande aceleração de tendências (desejos) que já estavam no radar há anos – e que agora, claramente, tonaram-se prementes.

Estilo de Vida – essa expressão tem muito mais a ver com questões históricas ou sociais do que com mercado e luxo, como muitos acreditam. Hoje, nossa vida, por algum tempo será mais restrita a ambientes menores – e com menos gente – e em muitos casos aos limites de nossa casa.

Sustentabilidade – o que parecia “moda de fanáticos” (e para alguns governantes “coisa de comunista”) tornou-se um modo de viver: da compostagem de lixo as hortas abrigadas em caixotes caseiros, inclusive em apartamentos. A palavra de ordem é reciclar e não poluir. No caso de marcas, sai na frente quem tiver ações e programas concretos para defender a natureza e/ou os selos que atestem isso.

Novas relações humanas – as famílias, que já vinham se modificando e que antes se baseavam em instituições engessadas como matrimônio até que a morte separasse, hoje estão abertas a diversidade e Inclusão social – e acolhem diferentes afetos e formas de amar e viver sem questionar, proibir ou excluir.

A Casa como Templo e Refúgio – literalmente. Finalmente entendemos que a “viajação” constante para trabalhar ou mesmo a lazer poderia ser muito menos intensa – e que, dentro de casa é possível ter mais a ganhar se soubermos viajar para dentro tratando a casa mais como porto familiar e templo e não como dormitório.  Até porque também entendemos que boa parte do nosso trabalho (não todo, mas boa parte) pode ser feita em home office – expressão que se tornou parte rotina real.

O que constrói determinada tendência é uma sequência de eventos que acabamos convergindo para uma direção criando uma espécie de trilha de comportamento e, principalmente do “desejo inconsciente” das pessoas. E cá em nós… podemos “criar” várias.




Como ser elegante sempre

 

Iris Apfel, uma senhora de mais de 80 anos em foto de meio corpo usando grandes óculos redondos e uma calça e blusa pretas com uma capa de renda branca por cima e uma maxi bolsa branca e muito moderna mostrando que a elegância não tem idade

Menos é mais –  É isso aí. Embora essa foto da veterana e sempre chique Iris Apfel desminta o ditado, a dica de jamais usar mais do que três cores ou tons é um desses conceitos. Ela pode – porque sabe fazer. Mas ainda assim notem: não usou mais que 3 tons – embora tenha abusado de detalhes…

A moda anda muito mais democrática, é verdade. Porém, se quiser realçar seus traços e causar impacto com sua fisionomia (e não desviar a atenção dela para a sua roupa), o certo é manter-se dentro desse limite.

Aliás, basta uma cor que lhe favoreça para fazer o truque dar certo…

E por falar em cores: não se esconda atrás de tons “pseudo seguros”, como o preto e o bege, que podem deixá-la abatido ou mesmo esconder a graça de sua coloração natural. Descubra o que realmente fica bem em você e procure se manter fiel a essa família de tons e cores.

Desconfie e não exagere na moda da estação: é importante não se deixar levar por modismos. Quem só segue a moda jamais terá um guarda-roupa coerente consigo mesmo. Passará a vida tentando atualizar algo que não deve ser modificado com tanta frequência.

Basta consolidar seu próprio estilo de acordo com esta ou aquela tendência que mais lhe agrada e melhor lhe favoreça. Aprenda a interpretar as tendências e adaptá-las para a sua vida, não o contrário.

Questione as novidades. Sempre. Desconfie. Tente encontrar os pontos negativos ou que possam desfavorecê-lo antes de aderir a qualquer novidade apresentada pela indústria da moda. Dessa maneira, você não cairá facilmente nas inúmeras armadilhas visuais que surgem a cada minuto.

Elegância é atemporal. Assim como devem ser nossos valores e sentimentos. Não é possível pensar em ser elegante se for volúvel e mudar tanto o tempo todo. Pense nisso antes de fazer a próxima compra por impulso.

Duas fotos de diferentes modelos. Na da esquerda um mulher loira, usa um imenso laço preto na cabeça, lembrando hélices de um helicóptero e uma blusa estilizada em tons laranja e preto, muito curta como um shorts . A mulher da direita usa um vestido longo, em tons laranja com um detalhe floral, e tambem usa um gigantesco laço na cabeça. O efeito visual é de puro exagero.