Uniforme para cerimonial com visual bonito e funcional: é possível!

Muito já se falou de uniformes para quem faz Cerimonial – inclusive causei uma enorme polêmica por ter  dito que o uniforme não pode ser confundido com a roupa de convidadas quando o evento é mais festivo, como casamentos e outros eventos sociais. Continuo a afirmar isso: quem já trabalhou em grandes eventos internacionais e públicos sabe que não há lugar para esse tipo de confusão quando você é responsável por todo o andamento de um evento que está na mídia para o mundo inteiro ver.

Mas voltando ao uniforme: como fazer (principalmente as mulheres) para usar uma roupa que seja confortável, elegante e clássica ?

(Sim, tem que ser clássica. Não se muda o uniforme a cada evento, ele deve ser como uma marca registrada daquela empresa ou grupo).

Não é fácil. Nesse post vão algumas sugestões, depois de uma pesquisa onde inclusive foram testados alguns modelos onde saíram ganhando esses que escolhemos com carinho.

Acima dois modelos para eventos mais sociais. Adoro o da esquerda porque é versátil, e permite que se coloque e tire o casaquinho  conforme o clima. A parte de cima do vestido e em tecido leve e lavável e o tom em creme, super elegante iluminando e valorizando pele e olhos de todas as cores. O tom de cor de rosa da direita é super feminino mas o corte reto e a combinação com o preto dá a ele uma sobriedade leve. Sem falar que as mangas são no ponto para não esquentar e deixar os ombros discretamente cobertos…

Acima dois modelos em preto e branco que não erro: o modelo sem manga para regiões mais quentes é estruturado o suficiente para dar um caimento chique e continuar fresquinho. E o da direita é a versão super clássica do rosa e preto…

Esses modelos estão super dentro das “tendências” de moda, mas permitem que sejam usados sapatos com saltos médios ou mais grossos (sim, a gente anda muito e ninguém aguenta salto fino e alto durante todo um evento de muitas horas)…

E, mais importante: não tem excessos de fendas, decotes, laços, franjas como alguns que muitas vezes vemos serem adotados em eventos sociais. Nesse ponto sou ultrapassada sim,  como uma colega indignada reclamou nas redes sociais. Prefiro ser ultrapassada a comprometer o trabalho (sem falar na postura e movimentação) da minha equipe ou o meu, administrando lacinhos e babados fora do lugar ou puxando sainhas curtas para baixo. Menos é mais. Sempre.

Serviço – modelos da PA Concept.

www.paconcept.com.br




Nota do Jornal “O Povo” Fortaleza- Ceará – Workshop Cerimonial, Protocolo e Etiqueta Internacional

O jornal “O Povo” de Fortaleza, esteve divulgando o Workshop “Cerimonial, Protocolo e Etiqueta Internacional”, ministrado pela jornalista Claudia Matarazzo e o Cerimonialista Mario Ameni, que trouxeram muitos detalhes importantes para os profissionais das áreas de eventos sociais e corporativos da região.




Palestra “O Novo Conceito do Luxo” – Hipica Hall, Brasilia

Claudia Matarazzo, durante sua palestra no Hipica Hall, em Brasilia , no final de setembro de 2014, está sentada numa cadeira chique, com pernas cruzadas, cabelos castanhos escuros, usa um colar com pedras azuis, varios tons, veste blusa azul bic, tecido leve, sobre ela um casaquinho escuro em tela suave, está com sua mão direita solta e pendente, como se estivesse gesticulando , a outra mão repousa sobre seu colo, sua saia preta de tecido, compõe um lindo visual

Logomarca do Centro de Eventos Hipica Hall, em Brasilia, um distico marrom , no topo uma coroa real em branco, abaixo duas letras H em branco, uma mais larga e outra mais estreita, logo abaixo, as palavras Hipica Hall e, letras grandes, em marrom