Fui demitido na quarentena – e agora?

Querendo ou não, muitas pessoas perderam seus empregos – e é  muito mais duro se isso aconteceu nessa quarentena “forçada”….

Ok, desespere sim, mas depois respire e fique calmo para poder pensar em estratégia nesse momento desconhecido e imprevisível.

Olhando o lado cheio do copo, esse tempo em casa pode ser bom: aproveite para atualizar seu curriculum com os cursos que você fez durante a quarentena (e sim, faça cursos, tem vários online e gratuitos).

E por que não, se preparar para as futuras entrevistas? Empresas estão cada vez mais fazendo-as via internet. E isso já acontecia antes da pandemia. De modo que, estude cada uma das plataformas em que isso acontece… FaceTime, Skype, Zoom…. cada uma tem uma maneira similar porém, própria de funcionamento.

É importante estar familiarizado com cada uma – nada complicado, mas apenas para poder focar no mais importante que é a sua forma de se apresentar e o que vai dizer.

Aproveite também pra fazer uma auto análise sincera, leve mas efetiva: ou seja, analise o que deu errado (além da crise geral) e como você quer se posicionar agora.

Anote, analise e anote novamente: escrever e refletir ajudar a incorporar soluções. Portanto, comece anotando mesmo: como você lida com certas situações? Sabe escutar? Se adapta facilmente? E como se comunica? Entre outras coisas… ninguém melhor que você para responder essas perguntas e se ajustar.

Tá bom, mas e durante esse período que estou desempregado, o que eu faço financeiramente?

A primeira coisa é se organizar e priorizar as contas. Faça alguns cortes de não essenciais (e eles existem mas cada um sabe qual prefere cortar). Tente renegociar as possíveis dívidas (bancos tem feito muito isso) e se ainda não fez isso, monte uma planilha para que tenha ainda mais controle sobre os seus gastos.

Finalmente lembre-se: não é só você que está nessa situação, muitos outros como talento e expectativa de todo o Planeta também…

Vamos ter que nos adaptar e, sim em algum momento, isso vai passar!