Pitaco Vai Encarar?

Debate: quase 10 milhões de votos perdidos

image_pdfimage_print

dilma.aecio.band

Os quase 10 milhões de pessoas surdas e/ou com deficiência auditiva do Brasil não puderam acompanhar. Nada. Ok, talvez as que conseguiam fazer a leitura labial.

Mas me contem: custava a emissora contratar um intérprete de LIBRAS – a língua brasileira de sinais? Provavelmente ninguém teve essa ideia.

Fala-se tanto em inclusão, mas numa hora nevrálgica dessas, em que se decide o meu e o seu futuro, milhares de pessoas são sumariamente alijadas do processo porque “ninguém lembrou”…

E o que dizer das assessorias de ambos os candidatos? Acordem gente!! Além de mostrar que estão “fazendo” e não apenas falando, um debate como esse, em que a imensa rede de pessoas que não ouve bem ou que nada ouve, se sentir preterida é um tiro no pé…

E nem caro custa… LIBRAS não é o único recurso que não foi usado! Seria necessário também  colocar uma legenda. E atenção : colocar ambos os recursos e não apenas um deles – uma vez que há surdos alfabetizados em LIBRAS e outros em Português – são duas línguas mesmo. E antes que me digam que existe tecla SAP nas TVs : nem todo mundo tem essas TVs super mega blaster, certo??

Tivessem pensado todos só um pouquinho  mais – e de forma mais inclusiva – e quase 10 milhões de brasileiros, em vez de sentirem-se excluídos, passariam a pensar com muito mais boa vontade em cada palavra, letra ou ação ali comentada…E depois reclamam da abstenção expressiva de votos!!!

Quando vejo esse tipo de coisa desanimo!!!

Mas me consolo lembrando que há luz no fim do túnel – uma vez que Mara Gabrilli, foi reeleita Deputada Federal e que, provavelmente já está soltando fumacinha pelas lindas ventas – movendo mundos e fundos para evitar esse tipo de Gafe.

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

7 Comentários

  • Responder
    Felipe Oliveira
    15/10/2014 as 22:15

    Oi Claudia,

    Tudo bem?

    Parabéns pelo texto!

    Sua análise e opinião só me ajuda a fortalecer um pensamento e diagnóstico de que infelizmente venho matutando há algum tempo. Penso que infelizmente os canais de comunicação (entende-se toda os veículos da mídia) ainda não cumprem serviços básicos de acessibilidade e assim deixam de fazer com que milhares de pessoas (cerca de 35 milhões de brasileiros se considerarmos os deficientes auditivos e visuais) absorvam com total entendimento e compreensão o conteúdo/informação que vem sendo passado. Fico contente em ver uma pessoa como você defendendo esta causa da acessibilidade e expondo com atitude e coragem este acontecimento no debate da Band. Procurei em outros sites e meios de comunicação, e por incrível que pareça ninguém mais deu esta notícia….apenas você ;). Acredite, fiquei muito feliz por você poder contar isso (e obviamente triste por ver a notícia em sí).

    Na Copa do Mundo 2014 tive a oportunidade de realizar um trabalho voluntário como narrador / locutor dos jogos para os deficientes visuais através do serviço de áudiodescrição e desde então comecei a conhecer mais a fundo a realidade dos deficientes hoje no Brasil, mais em específico pessoas com deficiência visual e auditiva.

    Junto com mais um amigo, criei a Gama.tv, um canal de comunicação voltado para o público com deficiência visual ou auditiva que atua visando promover a democratização do acesso a informação. Trabalhamos nossos conteúdos utilizando os recursos de acessibilidade áudiovisual, para atender as necessidades e interesses dos deficientes, os ajudando na absorção e compreensão do conteúdo e assim atuar em favor da inclusão social. A programação da Gama inclui conteúdos relacionados ao esporte, entretenimento, cultura e telejornalismo.

    Ainda estou no início da empreitada (e tenho uma longa caminhada pela frente),levantando recursos para conseguir viabilizar algumas das propostas da iniciativa, mas estou motivado e seguirei em frente. Fico agradecido por poder fazer comentário aqui em seu post e poder dividir isso com você.

    http://www.gamatv.com.br
    facebook.com/gamawebtv

    Muito obrigado e novamente parabéns pelo post!

    beijo
    Felipe Oliveira

    • Claudia Matarazzo
      Responder
      Claudia Matarazzo
      16/10/2014 as 09:17

      Felipe- muito obrigada pelo seu retorno! Como vc sabe é mesmo uma longa caminhada mas acredito em trabalho de formiguinha – por isso vamos em frente!Também fiquei besta de ver como ninguém enxerga – literalmente – coisas tão essenciais quanto essa.
      Em tempo: aqui no Blog temos a descrição de todas as fotos , de modo que, se puder divulgue para que quem tem acesso ao seu conteúdo também possa curtir as imagens do Blog através de nossa descrição.

      Ficamos a disposição para divulgar tb seus canais e/ou informações tá?

      Um beijo e parabéeeens pelo trabalho!

  • Responder
    Paula Pfeifer
    16/10/2014 as 09:08

    Parabéns pelo texto e por esclarecer que nem todos os surdos são usuários de LIBRAS.
    Acessibilidade para surdos oralizados na TV são legendas (closed caption).
    Concordo que ambas devem ser oferecidas simultaneamente.

    PS: e não foram apenas os surdos que não puderam acompanhar devidamente os debates. São milhares de idosos com deficiencia auditiva, também!

    Abraço,

    • Claudia Matarazzo
      Responder
      Claudia Matarazzo
      16/10/2014 as 09:19

      Paula – tem a todaaaa razão! Obrigada pelo toque e por favor, sempre que puder estamos aqui para divulgar boas propostas e idéias – ajude mesmo tá?
      Um beijão

      • Responder
        Claudia Delfino
        18/10/2014 as 13:05

        Querida Claudia

        Excelente texto!
        Não me lembro de ter lido algo a este respeito nesta eleição, sua colocação é certeira. A comunidade Surda suplica por tradução simutânea, uma vez que a maioria dos surdos mesmo os “Mais alfabetizados” não tem dominio da sigunlaridade da Linguistica do nosso Português.
        Os candidatos tem um discurso inclusivo falso e raso, e não existe prática nem das meias palavras ditas.
        Temos 10 milhoes de surdos e deficientes auditivos, acredito que este número seja ainda maior e todos os pronunciamentos importantes são feitos sem a tradução do interprete.
        A Realidade do surdo hoje e viver em um pais onde não existe acesso de Língua, convivo com esta realide todos os dias.

        Um abraço
        Claudia Delfino

        • Claudia Matarazzo
          Responder
          Claudia Matarazzo
          19/10/2014 as 10:10

          Claudia, estou flanco com a assessoria do Aécio e pedindo tradução nos debates -vamos ver. As emissoras – que deveriam ser as primeiras a democratizar a comunicação não fazem por pura preguiça… Acredito em trabalho de formiguinha…

          Um beijo

  • Deixe um comentário