Motherholic

Uso de celular por crianças – regras básicas de segurança e bom senso

a foto mostra 6 crianças entre 8 e 10 anos com celular. duas estão em pé e as outras sentadas. Estão lado a lado e cada uma está com seu celular, algumas digitando e outras ouvindo música
image_pdfimage_print

a foto mostra 6 crianças entre 8 e 10 anos com celular. duas estão em pé e as outras sentadas. Estão lado a lado e cada uma está com seu celular, algumas digitando e outras ouvindo música

Por uma lado o celular diminui a ansiedade vivida pela separação entre pais e filhos, já que podemos avisar se estamos atrasados para buscar na escola ou saber que nossos filhos vão nos ligar em caso de emergência. Mas, por outro, estamos expondo nossos filhos aos perigos do acesso livre a internet.

O momento de dar um celular –  os pais precisam ter certeza que os filhos tenham maturidade para usar os recursos que o celular disponibiliza.

Segundo especialistas, até os 10 anos, as crianças não têm essa maturidade e devem usar um celular compartilhado com a família.

Whats app ,Facebook e Instagram – de acordo com os termos de privacidade, são indicados a partir dos 16 anos. Mas, sabemos que o uso é liberado bem antes disso e por isso devemos ficar atentos.

Caiu na rede é peixe – antes de tudo, avise seus filhos que devem ter o mesmo cuidado ao usar o celular de que se estivessem na rua sozinhos: não falar com estranhos!

AVISE AVISE AVISE – E COVERSE CONVERSE CONVERSE

Compartilhamento de fotos – avise seu filho para:

  • não se deixar fotografar .
  • contar até 10 antes de compartilhar uma foto.
  • não publicar fotos que podem envergonhar os amigos
  • avisar aos pais sobre conteúdo improprio e pessoas suspeitas

Senhas – não são para serem compartilhadas. É a mesma coisa que entregar a chave de casa para um desconhecido.

 Downloads – os responsáveis é quem devem liberar os downloads. Muitas vezes os games e aplicativos que eles baixam não são apropriados para a idade, além de terem um custo e aí a surpresa pode ser grande na hora de pagar a conta do cartão de crédito.

Tempo na internet – deve ser limitado. Não usar na hora do estudo, em sala de aula, nas refeições e perto da hora de dormir.

Sem negociação – faça seu filho ver que você controla sim esse tempo e está de olho. E que, quando ele sai do mundo virtual, ofereça seu tempo, um bom papo ou outra atividade atraente. Não é fácil , mas compensa o trabalho. Muito melhor do que ver seu filho totalmente dependente – e sem falar com você. Ou pior, fingindo que fala enquanto tecla – como vejo muitos filhos de amigas fazendo.

Roubo – O celular é um é um objeto de valor e as crianças se tornam um alvo fácil para furtos. Cuidado com o uso em público.

Meu filho está na rede – o que fazer quando outras pessoas colocam fotos dos seus filhos nas redes sociais? Se você não se sente confortável em ver a foto dos seu filho no instagram ou facebook de algum amiguinho, diga! Não hesite em falar com os pais e, se for o caso, com a direção da escola e peça para remover.

Pais – não coloquem fotos de seus filhos com uniforme da escola ou em situações que possam envergonhá-los. Lembra daquela sua foto de bebê com o bumbum de fora? Pois é. Antigamente algumas pessoas tinham acesso à foto impressa, hoje em dia, se cair na rede, qualquer um pode ver.

Ufa! Que saudades de quando grande preocupação com os filhos se referia a introdução da papinha. De qualquer forma, temos que ficar sempre atentos e, aqui em casa vou segurar o máximo possível o uso do celular.

Enquanto isso, vou explicando como funciona para quando chegar a hora eles estarem preparados – assim espero!

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

4 Comentários

  • Responder
    Fernanda Valente
    16/06/2015 as 13:04

    Boa tarde Isa! É muito doido este nosso mundo tecnológico. Eu adoro redes sociais, mas ultimamente muitas crianças estão sendo expostas em situações absurdas. Sei que já existe tablets, entre outros aparelhos para crianças a partir dos dois anos, mas não arrisco. Com o meu filho, eu ainda prefiro os brinquedos lúdicos, no máximo assistir desenhos. Sei que chegarei nessa fase. Minha sobrinha de 5 anos também já pediu um celular. Acho que ela sabe usar os aplicativos muito mais do que eu. Eu sou daquelas mães que adora postar fotos, mas não gosto de expor lugares que estamos no momento. Sempre posto depois do ocorrido. Amei o post de hoje, é muito válido. Que possamos acompanhar nossos filhos, que eles possam nos obedecer para não caírem em ciladas. Um super beijo!

    • Isabella Giuzio
      Responder
      Isabella Giuzio
      17/06/2015 as 11:33

      Pois é Fernanda, eu estava sentindo que precisava fazer esse texto. Vejo tantas crianças usando a tecnologia de forma irresponsável que me assusta. O pior é que vamos achando normal, bonitinho e acabamos perdendo a mão.A infância já passa tão rápido que nós não precisamos apressar nada! Fiquei muito feliz que vc gostou do post. Espero que volte sempre e quando tiver sugestões de pauta, pode mandar! um beijo grande. Isa

  • Responder
    maria fernanda
    21/06/2015 as 21:27

    Oi Isa, gostaria de dizer que adoro seus textos, sempre muito precisos, pertinentes e responsáveis, mas sem nunca perder o humor. Você deveria escrever mais! Ou pelo menos, postar mais! Sinto-me órfã de leitura de qualidade, mas sem querer parecer papo-cabeça, entre um post e outro! Aliás, sinceramente, faz tempo que acompanho o Motherholic e sempre fico me perguntando: por que ela não escreve um livro? Talento tem de sobra!!!!
    Beijo grande

    • Isabella Giuzio
      Responder
      Isabella Giuzio
      23/06/2015 as 16:27

      Você sabe como me orgulho de receber um elogio seu , né? Afinal, foi a primeira da turma a escrever um livro!!!! E sei que vc curte mesmo porque desde o comecinho do motherholic, esteve sempre presente e torcendo. bjo querida

    Deixe um comentário