Etiqueta sem Frescura

Michelle Obama: custava cobrir a cabeça?

O casal Barack e Michelle Obama, em visita ao Estado do Vaticano, Itália, aparece no Salão Nobre, junto ao Papa Bento XVI. Presidente Obama veste terno na cor preta, camisa branca e gravata cinza escura. Senhora Michelle está usando um vestido, na cor preta e sobre a cabeça usa um manto suave também na cor preta
image_pdfimage_print
O Presidente Barack Obama, dos Estados Unidos da América, cumprimenta uma autoridade da Arabia Saudita, observado por outro dignatário árabe. Ambos os árabes usam o "fez"(adereço de cabeça típico) . Em segundo plano Michelle Obama, vestindo uma pantalona preta e uma túnica estampada, com folhas brancas sobre o azul royal observa a cena. Ela está com os cabelos na altura do ombro e sua cabeça está descoberta - o que não é ideal para uma encontro protocolar como esse.

Gafe no Encontro Protocolar na Arabia Saudita

Recentemente, Michelle Obama, em visita a Arábia Saudita, apareceu ao lado do marido, Barack Obama, presidente dos Estados Unidos com a cabeça descoberta.

Para nós o fato passaria batido. Mas causou muita estranheza entre a comunidade árabe. A imprensa não deixou passar em branco e comentou bastante a quebra de protocolo. Que se refletiu em todas as comunidades árabes do mundo.

Como se sabe, por questão cultural, muitas mulheres em alguns países do Oriente Médio, África e Ásia, cobrem a cabeça com um véu – que varia em nome, tamanho e espessura.

Cobrir a cabeça é um sinal inequívoco de respeito as tradições locais e, em geral, basta um lenço amarrado sobre os cabelos para entrar em sintonia com esses povos que preza e conserva essa tradição há milênios.

Michelle sabe disso – tanto é que, em visita a Indonésia usou o véu. Assim como na presença de sua Santidade o Papa Bento VI.

Porque então não fez o mesmo no encontro protocolar na Arábia Saudita? Só ela sabe.

Michelle Obama, em visita a Indonésia usa um sobretudo verde água e sobre a cabeça um chalé com estampa de onça cinza claro sobre um fundo creme com franjas verde petróleo, sorri para as câmeras. (AP Photo/Charles Dharapak)

Michelle Obama – visita sem gafes

Tradições: porque respeitar – a importância das tradições para um povo não tem uma explicação cerimonial e sim afetiva.

É isso aí: a tradição é o que as pessoas tem de mais arraigado na memória. Sejam as comidas típicas de seu país, as festas religiosas, o esporte nacional ou os costumes.

Mas são coisas que acompanham um povo desde que nasce e, em sua memória, invariavelmente estão relacionadas a tudo o que ele mais preza e respeita: sua casa, seu país, sua família e hábitos.

Respeitar não ofende – ao ignorar os costumes de alguém, não apenas estamos deixando de entrar em sintonia direta com o que lhe é mais caro, como estamos mandando uma mensagem clara de que aquilo não é importante para nós a ponto de sairmos de nossa zona de conforto para ir de encontro ao outro.

Como se sabe, no momento tenso em que vive o mundo – com tantas diferenças sendo desrespeitadas e igualdades atropeladas – qualquer ponte em direção ao diálogo – por mais tênue e simbólica que seja, é mais do que bem vinda.

Michelle perdeu essa oportunidade. Falha do Cerimonial ou dela?

O casal Barack e Michelle Obama, em visita ao Estado do Vaticano, Itália, aparece no Salão Nobre, junto ao Papa Bento XVI. Presidente Obama veste terno na cor preta, camisa branca e gravata cinza escura. Senhora Michelle está usando um vestido, na cor preta e sobre a cabeça usa um manto suave também na cor preta

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

3 Comentários

  • Responder
    Cristiane
    11/02/2015 as 21:06

    No mundo arabe tudo gira em função do sexo.
    Não que no resto do mundo não seja assim, mas no resto do mundo os homens conseguem conviver com a mulher se vestindo da maneira que ela queira.

    A solução que eles encontram para controlar a própria libido é cobrir o corpo da mulher.
    Seja com a burca, com o hijab ou com um véu mais simples.

    Confundem a cabeça das mulheres fazendo-as crer que essa é uma questão religiosa. Por devoção a Alá, ou Maomé devem cobrir o corpo e a cabeça, quando na verdade o real motivo de serem obrigadas a fazer isso é para evitar atrair o desejo dos homens que não sabem se conter.

    Os cabelos liberam feromônios que são hormônios que estimulam a atração sexual.
    A natureza visa a perpetuação da espécie e para estimular a procriação as mulheres costumam ser mais baixas que os homens, assim seus cabelos ficam na altura do nariz masculino e isso os estimula sexualmente.

    As mulheres que vivem em países que as obrigam a cobrir a cabeça com véu após a puberdade o fazem para evitar que os homens se sintam estimulados sexualmente quando estão ao seu lado.

    É esse o motivo pelo qual as mulheres são obrigadas a cobrir a cabeça.
    Eu teria feito o mesmo que Michele Obama.
    Já visitei países que exigiam o uso do véu e não usei. Me senti muito mal pois todos olham. Olham feio e desaprovam.

    Há lugares em que a mulher não pode sair na rua sozinha, e mesmo usando o véu não consegue nem atravessar a rua pois os carros só param quando chega um homem para atravessar também.

    Não usei o véu porque acho que um dia ele será abolido.
    Tem que ser.
    Alguém tem que começar.
    Acredito que haverá muitas mortes antes que isso aconteça, mas um dia essas mulheres vão se rebelar.

    Não é possível que uma pessoa não possa usar a roupa que a faça sentir-se bem porque os outros acham que ela está querendo ser provocativa.

    O movimento ‘Eu te acompanho’ que surgiu na França pouco tempo atras e em minutos teve milhões de seguidores me assusta, pois as pessoas não sabem a real função do véu.

    • Claudia Matarazzo
      Responder
      Claudia Matarazzo
      19/02/2015 as 06:56

      Cris,

      super concordo com o que você fala – já passei por essa experiência em países árabes e também me senti mal por estar mais descoberta do que o habitual no local.
      Mas a diferença é que eu, como turista anônima posso me manifestar livremente.
      Ela, como mulher do representante de uma nação, nem tanto. Os reflexos desse tipo de ação podem ser
      desastrosos.

      Pessoas públicas infelizmente (pra elas) tem que atentar para isso….

      Super beijo!!!

  • Responder
    Brownie
    10/08/2016 as 08:57

    Que indignação ridícula nesse post. Entendo que seja protocolo, que seja de praxe, mas quando eles chegam ao Ocidente eles seguem as nossas tradições? As mulheres tiram os véus das cabeças?
    “Custava Cobrir a Cabeça?” Sim, custava! Ela como sendo a esposa do homem mais poderoso do mundo, mostrou que não está ali de brincadeira. Principalmente, nesses países nos quais as mulheres são tratadas como lixo. Mandou muito bem Michelle!!!!

  • Deixe um comentário