Maturidade não é palavrão – e dura muuuuuuito!!

Senior women toasting coffee cups

Por isso vamos falar de maturidade – aquele estado que nosso corpo começa a atingir a partir de, digamos 25 anos e meio. Calma: não vou tentar convencer ninguém a chamar de “melhor idade” ou lançar em sua cara palavras como “envelhescência”…

Mas, hoje vive-se até os 80, 90 anos e, pelo que se vê, aos 70 a maior parte das pessoas ainda está em plena forma: maduros e ativos. Ora,  se passamos muito mais tempo de nossas vidas como pessoas maduras do que como adolescentes ou crianças –  quanto antes no acostumarmos com esse conceito e o que está implícito nele, melhor.

Esqueça estereótipos terroristas – como aqueles que alardeiam que “O mundo é dos jovens”, que o mercado de trabalho não aceita gente com mais de 40 anos”, ou que “tudo cai depois dos 30”. Eu hein?

Uma das vantagens de amadurecer é que aprendemos a questionar e reverter situações. Além de controlarmos a ansiedade muito melhor do que aos 20 anos. Também nos tornamos mais tolerantes – e fica muuuuuuuito mais fácil rir dos micos do dia a dia.

Acha pouco? E toda a sua experiência até agora? Uma vivência preciosa – que pode facilmente trabalhar a seu favor. Mas, para que isso aconteça, é preciso enxergar-se de fato no universo da maturidade e dar o devido valor a seu status. Afinal, desde que o mundo é mundo, experiência merece respeito – em qualquer civilização. O resto vai depender da forma como nós nos colocamos e lidamos com a nossa bagagem.