Etiqueta sem Frescura Pitaco Visual além da Moda

Como usar estampa de onça e valorizar seu look

Moça de cabelos longos e castanhos veste uma camisa branca com um blazer mole de estampa de onça.
image_pdfimage_print

Moça de cabelos longos e castanhos veste uma camisa branca com um blazer mole de estampa de onça.

Justamente pela enorme variedade de estampas felinas apresentadas pelo mercado da moda é preciso ficar triplamente espertas para não cair nas inúmeras armadilhas escondidas sob uma descolada estampa de onça.

Se não fosse assim porque será que algumas são ultra elegantes e outras não funcionam e vestem mal até mesmo que é linda? O segredo está em saber apurar o olho para alguns detalhes tais como:

 

Tamanho da estampa: muito pequena não tem definição e grande demais perde a classe. Considerando que nosso corpo é menor do que o de uma felina dessas, a estampa deve ter entre dois e três centímetros de diâmetro. Faça o teste e confira.

Cor – no afã de agradar a um público cada vez maior, o mercado oferece as combinações mais incríveis de cores: há onças amarelas e brancas, coral com verde água e por aí vai. Não é bem assim. Saiba reconhecer as cores da onça clássica, aquela chiquérrima que transfere a idéia de sensualidade para quem a veste: são quatro tons: fundo caramelo dourado, estampa em preto, marrom-café e caramelo médio. Tom sobre tom sim! E tons sóbrios e quentes que conferem calor ao rosto.

Textura: a estampa tem que ser trabalhada e não estilizada. Nada de formas “que lembrem” a mancha das felinas. É preciso que esta seja reproduzida fielmente para surtir o efeito desejado, senão, a roupa fica pobrezinha, com ar de mal acabada..

 

Combinações inusitadas – elas existem e podem até ser lindas mas é preciso saber reconhecer o que é original e sofisticada e o que é puro invencionismo. Já vi algumas onças azul chinês com turquesa que deram certo, já, outras em tons de rosa bebê e marrom claro eram um verdadeiro desastre.

Há as combinações felizes que misturam verde esmeralda ou o turquesa ) com os tons clássicos de marrom escuro, grafite e preto da onça verdadeira. Questão de apurar o olho e ver o que favorece mais a sua coloração natural.

As da foto ao lado valorizam o tom das estampas – mas não são para qualquer um ou para qualquer ocasião

Onça tem hora – é isso aí. Mesmo que lindinha, leve e colorida, onça ainda é uma referência de sensualidade. Portanto, se for para trabalhar, use com moderação: uma peça discreta, nunca toda a roupa.

 

Repare como a produção da foto ao lado é suave: apenas na camisa e ainda assim todos os outros tons estão em harmonia com a estampa. Nada de contrastes marcantes ou brilhos.

Com Ouro ou Prata ?  As estampas de onça, zebra e cobra são bastantes marcantes em si. A de onça, especificamente pode ser usada com prateado ou dourado mas atenção: com prata dê preferência ao branco, marinho ou preto como fundo e se não misturar outros tons o visual fica mais esportivo e leve.

Já com dourado, a proposta é mais noturna como na foto abaixo…

É preciso reconhecer  – através das texturas, acessórios e harmonia de tons – o que pode  fazer de uma estampa de onça uma tigresa irresistível, uma aterrorizante jaguatirica ou uma insípida gatinha.

Para namorar – o ideal mesmo é deixar para usar fora do ambiente profissional. E lembrar sempre que a onça que vale mesmo, a imbatível, é aquela que você tem dentro de você!

Que o diga a Rainha Letizia da Espanha, que usa sua estampa de onça, super bem,  como nessa camisa abaixo, sem medo de ser feliz!

 

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

2 Comentários

  • Responder
    Rafa
    19/09/2017 as 17:09

    Amei esse casaco de oncinha! Mas não consigo encontrar aqui onde eu moro!

    • Claudia Matarazzo
      Responder
      Claudia Matarazzo
      30/09/2017 as 11:58

      Rafa, não faz mal que vc não acha um idêntico…. onças tem de todos os tipos e o legal é que dá pra escolher…Um super beijo

    Deixe um comentário