Etiqueta sem Frescura

Como tomar Vinho sem se complicar

cooler de cerâmica com uma garrafa de vinho dentro, ao lado de duas taças também em cerâmica. uma está em pé com uvas dentro e a outra está caída.
image_pdfimage_print

 

taça de vinho cercada pr quatro taças dispostas como se fossem cadeiras. o vinho tem o papel de mesa

No começo foram coisas singelas como abridores de garrafa mais elaborados, saca-rolhas divertidos, novos jogos de taças etc. Com o tempo a coisa começou a complicar cada vez mais.

Um bom exemplo disso é o tal do “wine cooler” – com botões, baterias e alguns com lugar para manter até duas garrafas. Ufa!

Ora, os italianos resolvem esse problema com um cilindro de cerâmica ou argila há muitos séculos – e de maneira plenamente satisfatória.

 Armadilha para neo enólogos – decididamente não vejo muita necessidade dessa engenhoca para nos complicar em um momento festivo. A não ser, claro, no caso do bebedor solitário. Mas esse, ouso dizer, não estará preocupado com esse tipo de veleidade.

Quem bebe sozinho em geral busca esquecer e nesse caso, tomará seu vinho antes que sua temperatura se altere – sem notar esse detalhe. Há também os que erguem brindes solitários em homenagem a gratas lembranças. E para estes, menos as lembranças se encarregarão de temperar-lhes a contento o momento.

Questão de conceito – quanto tempo é preciso para desfrutar bem uma garrafa de vinho?. Depende do vinho que estamos tomando e, naturalmente, de quantos estão bebendo – e ninguém me tira da cabeça que duas pessoas é o mínimo para um bom brinde.

Agora me conta: em boa companhia alguém vai se lembrar de um detalhe como o cooler ? Prefiro desfrutar o momento e o vinho – e de quebra gemer de prazer.

 

 

cooler de cerâmica com uma garrafa de vinho dentro, ao lado de duas taças também em cerâmica. uma está em pé com uvas dentro e a outra está caída.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Sem comentários

Deixe um comentário