Cerimonial e Eventos Etiqueta sem Frescura Pitaco

15 anos – festa, sonho ou rito de passagem?

 

 

A cerimonialista Roberta Lacerda é especialista em festas de 15 e explica que esse é um mercado onde tudo muda muito e bem rápido: se por um lado a menina ainda dança a Valsa, é preciso entender que estamos falando de musicas com temas da Disney...

Sem príncipe- os jovens galãs contratados para serem príncipes hoje são os MCs tocando funk- e fazem a galera pirar …

Os novos príncipes de linha de frente como o MC Kevinho ou Delano cobram de R$15.000,00 a 20.000,00 – além de passagem e hospedagem e traslado até o local da festa. Quem disse que era fácil?

Custo vestido – se o Príncipe/MC custa, prepare o bolso para o vestido: manda o mercado que se usem no mínimo 2 (mas há quem use até três).

Para a menina são pelo menos dois : um para receber e outro para dançar a valsa – esse segundo reversível pois encurta tirando a saia longa para o momento balada.

Amigas de roupa informal – se antigamente as amigas saiam atrás de vestidos longos a altura do da debutante hoje, essa já não

é mais a regra: as amigas muitas vezes vestem a mesma mini saia das baladas e os meninos, na maior sem cerimonia comparecem de tênis e camiseta…

Mães que extrapolam – acontece muito: elas acham que a festa é delas e querem realizar todo tipo de sonho e fantasia. E muitas vezes as meninas querem uma coisa totalmente diferente.

Quando ocorre, Roberta tem um jeito especial de vender o conceito da festa e envolver mães e filhas na mesma sintonia.Sugere temas para as festas onde os grupos se identifiquem e embarquem na mesma viagem, de sonho: desde ” o Lago dos Cisnes” até ” safari” as possibilidades são muitas e o resultado, uma noite incríve e memorável.

O mercado cresceu tanto que, a cidade de Vitória acabou de receber a segunda edição da grande exposição/feira “15 – o evento! “.Esse ano, por conta da crise, Roberta fez uma rodada de negócios exclusiva para pais e fornecedores com benefícios especiais.

Bom para todos – e surgiram os bem bolados: profissionais de bolo, bufê e docinhos se uniram em ofertas mais interessantes para todos. O mesmo fizeram artistas de maquiagem, cabelos e estilistas. E por aí foi….O retorno foi um grande numero de contratos e parcerias fechados em tempo recocorde!

Roberta só tem uma reclamação/ sugestão aos pais de debutantes: que finquem pé e não cedam a pressão de fazer open bar com bebida alcoólica liberada.

Além de no Brasil ser ilegal (e de ser um péssimo exemplo), os casos de exageros são super frequentes – e viram um mega problema para quem está organizando…

Que tal pensar nisso pais?

 

image_pdf

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Sem comentários

Deixe um comentário