Por que respeitar as Tradições?

Presidente Barack Obama , vestindo terno escuro, em visita a Casa Imperial do Japão, ele é recebido honrosamente pelo Imperador Akihito do Japão e a Imperatriz Mitiko, onde Presidente Obama faz a reverência tradicional japonesa, curvando-se noventa graus o seu tronco. E o Imperador vestindo terno jaquetão preto , camisa branca e gravata preta, oferece a mão para o cumprimento tradicional ocidental.

Não importa se estamos falando de tradições culinárias como o prato preferido da infância, das festivas quando as lembranças se misturam a sensação de júbilo ou fé, ou simplesmente da forma como as pessoas se cumprimentam e se vestem.

Acredite: tais detalhes importam mais do que parece. Por isso, ao mostrar que você não apenas conhece como é feito no país do outro, mas que também respeita a forma a ponto de fazer igual, estará falando diretamente ao coração do seu interlocutor.

É por esse motivo que poderosos do mundo todo não hesitam em usar as tradições do país de seus visitantes – ou mesmo dos que visitam.

Repare como o Barack Obama,  faz a curvatura a perfeição ao Imperador Akihito do Japão. Na época foi criticado por um jornalista americano ignorante, que disse que tinha vergonha de ver seu presidente curvar-se dessa forma. Na verdade ele devia ter orgulho do gesto elegante do Obama.

Rainha Letícia da Espanha, jovem, magra, cabelos castanhos claros e longos, sentada com as pernas cruzadas e as mãos apoiadas junto ao joelho, num banco do Gabinete Real, ela veste um tecido de renda preta,

Aliás, a igualmente elegante Rainha Letizia da Espanha em visita ao Reino de Marrocos,também não pisca e tira os sapatos para respeitar a tradição local.

Quem sabe das coisas é assim: não tem vergonha de aprender e incorporar – e ainda capricha no gesto.




Marinho: o preto que deu certo!

 

 foto de uma moça onde não e vê o rosto e em close vemos seu lazer azul marinho com seis botões dourados se sobressaindo. O destaque é a cor com o dourado.

Sim, eu sei que a cor do ano é terracotta! Mas nem todo mundo fica bem com esse tom, já reparou? Portanto, não tenha  medo de ousar, experimente suas peças azul marinho, com vários tons diferentes e veja quantas variações são possíveis!

 

Mostarda – inusitado e muito elegante.

Modelo morena de rabo de cavalo curto, veste vestido azul marinho com gola redonda e mangas até os cotovelos. A gola e a barra das mangas são vermelho vivo fazendo contraste com o resto do vestido

Com Vermelho: um clássico super alegre

Cinza – experimente e veja que bonito!

O marinho com branco, com rosa e até mesmo com preto e marrom adquire uma sofisticação muito singular e moderna. Experimente qual a sua combinação preferida e use sem medo!




O que é ser elegante?

 

Segundo a professora Astrid Bodstein, com quem concordo completamente, ser elegante é ser deliciosamente simples. Singelo. Singular!!!

Ser elegante é ser paciente com os outros – Inclusive em seus momentos de maior dificuldade. É saber se calar na hora certa, é saber observar e guardar  para si algo que possa constranger o seu próximo.

Ser elegante é saber oferecer um feedback com amorosidade… mesmo quando estamos desestruturados internamente.

Ser elegante, é dominar a arte da empatia – colocando-nos no lugar do outro….de acordo com os pontos de vista e valores dele.

Ser elegante é vencer a tentação de julgar quem está por perto (ou mesmo longe). Já dizia um antigo ditado judeu:  para julgar, é preciso conhecer. E se você conhece, você não julga!!!

Ser elegante é saber estimular mesmo quando tudo parece perdido em meio a tantas complicações. Mas, estimular com o coração… não apenas com palavras vazias.

Ser elegante é saber ser agradecido em todas as ocasiões. Ser elegante é querer ser companheiro em todos os momentos possíveis.

A professora Astrid, acerta cirurgicamente em cada palavra, não acham? Ainda mais em tempos como o que estamos vivendo, com todos os ânimos tão acirrados… Mais amor, atenção e delicadeza só podem fazer bem – não se pode negar!

E se quiserem seguir o perfil da Professora Astrid no Instagram, vão se deliciar com seus videos, pinçados com cuidado sobre a nobreza europeia – da qual pode-se dizer tudo menos que não são elegantes…

Astrid Bodstein no Instagram: @royaltyandprotocol

Contato para palestras – (65) 999651984




A magia das almofadas pintadas

 
Antes mesmo de inventarem a cadeira, as pessoas usavam almofadas (imensas e rústicas) para se deitar, recostar e até mesmo debruçar para comer (uma vez que ainda não comiam em mesas na antiguidade mas em almofadões dispostos pelo chão. Daí meu fascínio por esse acessório que considero essencial ainda hoje, quando já contamos com os mais variados tipos de apoios e mobiliário. Almofadas emprestam cor, calor e, principalmente conforto em qualquer ambiente.

Coloridas lisas já são uma alegria, mas, quando são artisticamente pintadas a mão, a magia se completa! É o caso dessas capas que escolhi mostrar, pintadas pela artista Rogéria do Amaral, que pinta a mão motivos super variados, utilizando o brim bem leve ou linho misto (pois o tato e a maciez é super importante também). Vejam que divertidas as almofadas em 3D: Rogéria utiliza retalhos de malha bem macia para criar as texturas e desenhos em 3 dimensões e assim tornar ainda mais lúdica a escolha .

Além de motivos de natureza ou temáticos ela também criou uma galeria variada de personagens interessantes e engraçados como o samurai e sua gueixa acima. Entre eles há super heróis, personagens de quadrinhos e, claro aqueles anônimos criados pela sua fértil imaginação e que ganham vida através seu talento!

Contatos: @rogeriaribeirodoamaral

Whatsapp 12 992619065




Como fazer para organizar a casa você mesmo – e por quê

Tenho o maior respeito por profissionais que ajudam as outras pessoas a se organizar – e notem que aqui falamos de organizar tudo: de escritórios a guarda roupas, de cozinhas a casas inteiras e de playlists a listas de supermercado…

A enorme vantagem de usar um organizador profissional é que ele chega com método e técnicas que jamais nos ocorreriam – pois cada um tem suas lembranças afetivas com relação a cada item e maneiras muito pessoais de lidar com elas.

Porém, no quesito “guarda roupa” e itens pessoais, tenho para mim que a visita de um organizador é importante para traçar as diretrizes, mas que, vida afora temos que manter sob nosso controle…É que, a longo prazo, delegar essa tarefa a outra pessoa mais atrapalha do que ajuda, uma vez que o guarda roupa de cada um é muito pessoal.

Sem  filosofia de quitanda– antes de seguir, vamos falar um pouco sobre o método Marie Kondo – uma organizadora/autora/celebridade japonesa cujo livro vendeu zilhões mundo afora e que acaba de estrear um reality show na NetFlix.

A senhora Kondo é um fenômeno – nem me passa pela cabeça contestar isso. No entanto, algumas de suas dicas me deixam um pouco aflita. Como quando diz que temos que nos despedir das coisas que dispensamos com abraços e carinho – e seguindo a deixa, o casal americano com quem ela está trabalhando abraça pilhas de roupas com lágrimas nos olhos. Eu hein!?

Perfect Design Under Stairs Closet Storage solutions Best Home

Sem  beijos com mais foco – acredito que em vez de todo esse papo sentimental, é imperativo, isso sim, conseguir tempo para arrumar suas roupas. Ora, só nós mesmos podemos avaliar, a medida que as organizamos, de que maneira queremos usar e podemos então rever  conceitos como o estilo, modo de vestir,  momento profissional…

E só nó mesmos, através dessa organização muito pessoal, podemos saber se estamos adequando tudo isso ao contexto de espaço e da casa.

Importante: ao mesmo tempo que organizamos esses assuntos no espaço do armário, estaremos fazendo isso também com aquele espaço interno nosso – que os organizadores profissionais não tem acesso, certo?

Ao delegar isso a terceiros, é como se a gente congelasse essas considerações e pouco entrasse em contato com elas. E a longo prazo, deixamos de entrar em contato com pequenas realidades (prosaicas, mas importantes) dos nossos desejos e necessidades.

Sabe aquela coisa do engordou, emagreceu, experimenta, ajusta, ver se ainda quer? Nesse ponto a senhora Kondo tem razão: abre espaço para outras coisas e outras energias

Pois é importante exercitar isso o tempo todo! Atualizar a vida e não só a foto do perfil e o status virtual. Pense nisso…