Meseira só é Meseira  se tiver Instagram?

A pioneira das Meseiras e responsável pelo resgate da Mesaposta em nosso território, acreditem, mora longe dos grandes centros, em Imperatriz do Maranhão, é professora e, aos poucos, com muito empenho e amor pelo que faz, tornou-se a Meseira numero 1 das Meseiras do Brasil, um dos primeiros grupos de apaixonadas por Mesaposta  ao qual seguiram-se muitíssimos outros: Meseiras assumidas, Meseiras Paulistas, Paranaenses e Capixabas entre outros…

Ela poderia ser uma pessoa deslumbrada pelo numero de seguidores e marcas que a procuram mas, do que conheci de Viviane Moreira, percebi ser a simplicidade em pessoa: aquela simplicidade do menos é mais – e que anda sempre junto com a elegância de sentimentos.

Recentemente Vivi me mandou um texto com o qual comungo tão completamente que resolvi compartilhar aqui, uma vez que as perguntas que fazem a ela frequentemente chegam também a  mim.

Abaixo as respostas de Viviane, sem a qual não teríamos tanta exuberância, variedade e alegria em eventos de Mesaposta.

 1 Como faço para ser uma meseira?? –  meseira é um termo criado nas redes sociais que denomina uma mulher que arruma a mesa. Independente de tudo, se você organiza uma mesa para servir de verdade é uma meseira.

Mas não precisa de milhões de cursos, guias, manuais, grupos, louças e mi-mi-mi: isso é do seu coração. Com treinamento e alguns  estudos você só aprimora.

Sinceramente? Não devemos provar nada a ninguém senão a nós mesmos.

2 Devo postar mesa todos os dias para ser uma meseira?Ora, a prática da mesa posta não é uma corrida de cavalos pra ver quem chega primeiro. Não é um concurso de beleza e nem disputa de quem pode ou tem mais. Não deixe chegar ao ponto de ser fútil ou preferir a decoração a comida do coração.

Se estão te cobrando  postar, divulgar ou falar estão te induzindo a ser quem você não é. E as consequências são uma busca desenfreada por aceitação.

3 Preciso comprar tudo novo para ser uma meseira? Nunca! Use e otimize o que você já possui. Não saia fazendo compras desesperadamente. Isso pode gerar problemas como dívidas não programadas e sem benefício algum. Segure a ansiedade e desapegue um pouco das redes. O uso incorreto das redes digitais gera doenças como depressão, ansiedade, baixa estima, tristeza….

Nada se faz obrigatório. Participe, compre ou poste algo quando quiser  compartilhar ou achar necessário!! Se tiver o hábito da mesa apenas aos finais de semana, maravilha. Se só pode na segunda ótimo, se só pode uma vez ao dia, show. Quem sabe melhor das suas necessidades é você. Não se deixe enganar por imposições de mídias, grupos x, y ou z. Seja única! Seja uma meseira Real, Caprichosa e Inspiradora. Poste aqui quando quiser.  E principalmente, faça por você e para quem deseja desfrutar de momentos à mesa.

Beijo Viviane Moreira #meseirasdobrasil

E aí? É ou não é para tirar o chapéu? Assino embaixo! E você?




Tableware Décor: Porque a prata nunca sai de moda

 

Tendencias espelhadas vem e vão assim como latão ou qualquer outro acabamento metálico… Mas peças de prata são um clássico e fáceis de encontrar: em qualquer loja ou feirinha de antiguidades – em preços hoje muito mais acessíveis do que já foram.
Repare como as toalhas de lavabo ganham nobreza devidamente acondicionadas em recipientes de prata.
Se animou? Espero que sim: agora você pode se divertir com objetos de decoração que são relativamente baratos, e quem ver vai dizer “wow”…



O que aprendi com Harry Potter

Que Harry Potter foi, e para mim ainda é, um fenômeno mundial, não há o que negar. Mudou uma geração (me incluo aqui, sou louca apaixonada!). Li a primeira vez, aos 12 anos, mais pela história do universo mágico. De tempos em tempos volto a ler, agora com um olhar mais maduro, mais “adulto” e percebi quanta coisa JK Rowling quis nos passar ao longo da Saga.

Vou compartilhar com vocês algumas das lições que mais me marcaram:

  1. O amor é o nosso bem mais precioso: a lição mais básica de todas. Ninguém consegue viver ser amor;
  2. A amizade é poderosa: cultive os verdadeiros amigos e saiba em quem confiar. Com eles ao nosso lado a vida fica bem melhor. Ela já é difícil, com amigos para ajudar, ela fica mais fácil e divertida;
  3. Não desistir: e seguir em frente sempre. Somos fortes o suficiente para isso;
  4. Enfrentar nossos medos: temos que arriscar e sermos corajosos. Encarando o medo de frente, percebemos que ele não era tão assustador assim;
  5. Lutar pelo que se acredita: mesmo que seus amigos/família não apoiem você. É difícil (e quem disse o contrário?), mas defenda suas crenças, ideias e ideais.
  6. Nunca deixar de aprender: além da Hemione nos ensinar como falar certo o feitiço de levitação “Wingardium Leviosa” – rindo muito lembrando da cena – ela nos ensinou que conhecimento nunca é demais. É o que separa pessoas incríveis das pessoas comuns;
  7. Respeitar as diferenças: vários personagens sofreram preconceitos. Os bruxos nascidos trouxas (não bruxos), Hagrid por ser meio gigante, os Wesley por ser de uma classe social baixa, Luna por ser gostos peculiares… essa divisão e preconceitos quase destruíram o mundo. JK nos ensinou que respeito e empatia com todos é o básico para a convivência. Que só com a união de todos é que conseguimos evoluir;
  8. Tentar melhorar sempre: o que hoje é certo, amanhã pode não ser mais, e tudo bem mudar de opinião, se isso for fazer de você alguém melhor;
  9. Ações tem consequências na vida: se você for fazer parte na vida de alguém (e você vai!), faça isso de uma maneira produtiva, para que as lembranças sejam boas e as experiências positivas;
  10. Não julgue: pois muitas vezes estamos enganados. Simples assim! Só um nome – SNAPE – odiamos o cara a saga toda, para descobrir no final, a pessoa incrível ele era.

Essas são só algumas, existem muito mais. Se vocês quiserem, venho com mais depois.

Ah, leia bastante. Livros sempre nos trazem alguma lição!

 

 




Ministro Weintraub: não falta verba, mas Equilíbrio.

Porque, nas palavras do próprio presidente, se “não pensar como ele ou ele não concordar, está fora”.  Ainda, segundo ele porque essa é “a regra do jogo”.

O que é isso Presidente? Onde está o diálogo que o senhor prometeu em campanha? E lembra quando tanto demonizou o PT por “ideologizar e aparelhar”  tudo quando estava em campanha?

Pois é: tanto o Presidente quanto seu  Ministro da Educação Weintraub estão fazendo igualzinho – apenas usando a ideologia da direita.  Repito que sempre fui de direita. Sempre votei mais ao centro e a direita porque a direita me parecia um sistema mais…livre.

Mas vamos ao que interessa: o Futuro. Futuro esse que o Governo está comprometendo seriamente e agora em massa: não se contenta mais em demitir um ou outro ligado a setores culturais cujas ideias eles “não concordem”. Passaram agora a cortar verbas de “Todas as Universidades Federais” sob a fraquíssima alegação de que “promovem balburdia”.

Concordo que em algumas Universidades haja uma movimentação mais desorganizada, solta e permissiva. Mas não é tarefa do Governo controlar isso – muito menos punir cortando verbas de ensino e Pesquisa.

Bem na Foto – O Ministro talvez não saiba da força e Prestígio de nossas Universidades Federais. A do Paraná, por exemplo, está entre as melhores do mundoem 2019 em um levantamento da Times Higher Education entre 1250 Universidade de 86 países do mundo!

Essa lista é liderada por nada menos que a Universidade de Oxford – e a nossa do Paraná, está lá, pelo segundo ano consecutivo.A USP,  Universidade de São Paulo também está nessa lista e figura como a melhor entre as Brasileiras.  Seguida da Unicamp de Campinas e da  UFMG de Minas.

O que é um pouco de balbúrdia diante de um feito desses? Justifica cortar 30% da verba porque não se concorda com a possível ideologia do reitor X ou Y?

Um terço do orçamento senhores!– sabem o que significa cortar isso em pesquisa e educação? E nem me venham com a conversa pra lá de apelativa que vão remanejar essa verba para custear creches.!! Creche pode ser cobrada dos empresários que empregam mulheres – já existe uma lei que obriga as empresas a terem uma creche e ninguém (ou muito poucos as cumprem)!

Falta equilíbrio e diálogo a esse Governo. Gritam, agridem e não ouvem. Recusam-se a conversar Mas deviam. Converse Presidente. Ouça e seja plural. O meio do caminho e a conciliação são sempre a melhor resposta – e a que deixa todos satisfeitos. Em se tratando de pessoas – e da Educação – apenas preto e branco, esquerda e direita, dentro ou fora não resolve.

O equilibrista, quando anda na corda, abre os braços para se equilibrar: de peito aberto  e com a mente em paz, encara o vácuo buscando o equilíbrio dos pés, firmes na corda. Atirar a esmo não resolve. Pode atingir o pé, o filho ou vizinho. E, quando menos se espera, cair da corda.




Governo Bolsonaro e a Virtude do Equilíbrio

 

 

Na régua da direita tudo pode – e não se discute. Já, na régua da esquerda tudo não pode: é excluído, punido, execrado, linchado e distorcido. E nem pense em discutir.

 

Porque, nas palavras do próprio presidente, se “não pensar como ele ou ele não concordar, está fora”.  Ainda, segundo ele porque essa é “a regra do jogo”.

O que é isso Presidente? Onde está o diálogo que o senhor prometeu em campanha? E  lembra quando tanto demonizou o PT por “ideologizar e aparelhar” tudo quando estava em campanha?

Pois é: tanto o Presidente quanto seu  Ministro da Educação, Weintraub, estão fazendo igualzinho – apenas usando a ideologia da direita.  Repito que sempre fui de direita. Sempre votei mais ao centro e a direita porque a direita me parecia um sistema mais… livre.

Mas vamos ao que interessa: o Futuro. Futuro esse que o Governo está comprometendo seriamente e agora em massa: não se contenta mais em demitir um ou outro ligado a setores culturais cujas ideias eles “não concordem”.

 

Passaram agora a cortar verbas de “Todas as Universidades Federais” sob a fraquíssima alegação de que “promovem balburdia”.

 

Concordo que em algumas Universidades haja uma movimentação mais desorganizada, solta e permissiva. Mas não é tarefa do Governo controlar isso – muito menos punir cortando verbas de ensino e Pesquisa.

Bem na Foto – O Ministro talvez não saiba da força e Prestígio de nossas Universidades Federais. A do Paraná, por exemplo, está entre as melhores do mundo, em 2019 em um levantamento da Times Higher Education entre 1250 Universidade de 86 países do mundo!

 

Essa lista é liderada por nada menos que a Universidade de Oxford – e a nossa do Paraná, está lá, pelo segundo ano consecutivo.

A USP,  Universidade de São Paulo também está nessa lista e figura como a melhor entre as Brasileiras. Seguida da Unicamp de Campinas e da UFMG de Minas.

 

O que é um pouco de balbúrdia diante de um feito desses? Justifica cortar 30% da verba porque não se concorda com a possível ideologia do reitor X ou Y?

 

Um terço do orçamento senhores! – sabem o que significa cortar isso em pesquisa e educação? E nem me venham com a conversa pra lá de apelativa que vão remanejar essa verba para custear creches!!

 

Creche pode ser cobrada dos empresários que empregam mulheres – já existe uma lei que obriga as empresas a terem uma creche e ninguém (ou muito poucos) as cumprem!

 

Falta equilíbrio e diálogo a esse Governo. Gritam, agridem e não ouvem. Recusam-se a conversar mas deviam. Converse Presidente. Ouça e seja plural. O meio do caminho e a conciliação são sempre a melhor resposta – e a que deixa todos satisfeitos.

 

Em se tratando de pessoas – e da Educação – apenas preto e branco, esquerda e direita, dentro ou fora não resolve.

 

O equilibrista, quando anda na corda, abre os braços para se equilibra: de peito aberto  e com a mente em paz, encara o vácuo buscando o equilíbrio dos pés, firmes na corda.

 

Atirar a esmo não resolve. Pode atingir o pé, o filho ou vizinho. E, quando menos se espera, cair da corda.