Como fazer para desapegar dos trabalhos de seu filho

um casal de crianças, aparentemente , ele 10 anos e ela 8 anos, com mochilas, a dele é azul e a dela, verde, nas costas, caminham numa rua , com muros com plantas . Elas usam uniformes , ele calça bege e casaco azul e ela saia bege e casaco azul.

Todo mundo que tem filhos sabe que, ao entrar na adolescência eles nem sequer olham mais para a gente – que dirá para esses mesmos trabalhos, que tão amorosamente nos entregaram desde o jardim da infância até praticamente ontem.

Aos poucos os brinquedos do quarto vão sumindo – e os pais começam a guardar esses trabalhos em cima de armários, na garagem, na despensa, onde couber – afinal de contas alguns são verdadeiras instalações de arte moderna, misturando materiais como argila, metal reciclado, papier machê e outras invenções das valorosas  e criativas Tias da Escola que os acompanham desde o ensino fundamental e elementar até agora…

Mas chega um dia  que acaba o espaço mesmo!! Aí a gente arregaça as mangas e se propõe a jogar tudo fora. Beleza.

Todos os personagens de brinquedo da série de filmes Toy Story estão juntos como que posando para uma foto: lá estão o cowboy, o pouquinho, a bailarina, o burro, o astronauta e o velho cowboy - todos em pose e sorridentes.

Mas, mal começada a tarefa o coração aperta e inundadas pelas lembranças mais queridas e pela fofura daquela alma ainda inocente, percebemos o quão difícil desapegar… O que fazer? E como? Queremos ficar com tudo…

A craque em organização Sheila Procópio dá a dica: podemos optar por guardar em uma pasta pelo menos um trabalho de cada fase. Assim, eliminamos vários e o volume  que ocupa nosso espaço diminui consideravelmente. Ou então mais simples ainda: fotografamos tudo, fazemos uma linda pasta digital em ordem cronológica ou por assunto e pronto!

É de uma simplicidade tão grande que dá certo só de pensar! Experimente e depois me conte!

Serviço – @sheilaprocopioorganizer




Chá de Vovó: melhor para a mãe e o bebê!!

 dois bebês com cerca de um mês estão em duas cestas diferentes um vestido de azul outro de cor de rosa e ambos dormem .

 

Minha amiga cerimonialista, Izis Dorileo, que faz 9 entre 10 casamentos e formaturas do Centro Oeste, inventou uma modalidade que vem dado muuuuito certo – e que, tenho certeza não demora a pegar em todo o Brasil. E no Mundo!!!

 O Chá da Vovó– aquela festinha para arrecadar mimos para os bebês, quase sempre oferecida por uma amiga da jovem futura mãe. Ízis percebeu que as mães hoje, por trabalharem, acabam  sem tempo de pensar nesse tipo de coisa. E, esperta, sugeriu a uma amiga que oferecesse a nora  um Chá da Vovó  – tudo na casa dessa amiga – e pensado, claro, para atender as necessidades da jovem mãe e do bebê.

 Qual a diferença entre Chá da Vovó de Bebê?– são poucas diferenças no evento e muuuuuitas vantagens na experiência e no sossego de todos como você vai perceber.

Para começar que as Avós poderão participar da vida desse novo neto sem exatamente interferir – que é o medo de muitas noras/filhas…

Avó tem mais tempo– e vai conseguir planejar e executar a perfeição tudo o que for preciso.

 Avó tem mais amigas – que também tem mais tempo – elas já viveram mais, aumentaram o seu circulo de amizades e, para todas, um novo nascimento é pretexto para se reunirem e não fonte de ansiedade como pode ser para algumas mães.

Avós tem mais estrutura – casas e quintais maiores, ou mesmo apartamentos mais equipados para receber para o chá – e o evento pode até se estender noite adentro com a presença de maridos que vão chegando…

 Avós tem mais experiência– e saberão pedir/encomendar/comprar  o enxoval para o bebê a perfeição – pois sabem que os bebês pequenos não andam – portanto não adianta comprar sapatinhos lindos, e que eles crescem em uma semana de modo que nada de uma dúzia de macacõezinhos coloridos para perder em quinze dias.  Experiência essa que conta e vai ajudar demais sem – repito – sem parecer que estão interferindo ou dando palpite…

Avós tem mais dinheiro – e mais disponibilidade de fundos.Parece bobagem, mas isso faz diferença em todos os pequenos detalhes desde o planejamento até o último momento da feliz comemoração…

Duvida? Eu não. Pergunte a Kate  Middleton, duquesa de Cambridge,  que acabou de ter o seu terceiro filho se, na hora de apresentar os herdeiros aos amigos ela o faz na casa dela ou no Palácio de Buckingham – patrocinada com todo o glamour pela  Bisa Rainha…

Kate não é boba e, como Izis, percebeu que desse jeito ela fica com o melhor dos dois mundos: a avó do marido (e sua soberana) feliz  e ela, Kate, sossegada linda curtindo tudo de convidada.duas guirlandas feitas de cursinhos de pano rosa e azul estão penduradas em um portão de grades de ferro pretas em um claro sinal de boas vindas a quem chegar e sinalizando que nessa casa nasceram bebês.




Como fazer para arrasar na sua festa infantil- gastando pouco claro!

Mesa de festa, com pequenos pratos, com várias comidas típicas brasileiras. e ao centro tem uma imagem das namoradeiras , em barros.

Nada de super produção: em vez disso imaginação e um trabalho coletivo sobre a mesa de 3 metros da sala de jantar. O tema era Carmen Miranda (pedido da Marina, a dona da festa). De modo que a baiana acima foi improvisada com uma bonequinha de plástico que foi sentada sobre um calço de madeira em frente a outro forrado com juta fazendo as vezes de tabuleiro. E sobre ele quitutes verdadeiros: mini tapiocas, pãezinhos, mini salsichas (nada baianas, mas deliciosas) e o que mais coubesse ou divertisse o paladar.

 

Mesa de festa, com mini caminhão, com uvas roxas e outras frutas fantasias decorando a mesa.

 

Na foto acima é possível ver que todo tipo de brinquedo tinha sua utilidade: os caminhõezinhos serviram de suporte para as uvas super doces (que as crianças e adultos devoravam felizes), as uvas de plástico enfeitavam e formavam uma moldura para os docinhos e, é claro que, em pouco tempo nada mais estava no lugar… Em compensação, todos se divertiam, descobrindo ora delícias, ora brinquedos sobre aquela mesa que se transformou em divertido um palco de festa infantil – com direito a suspense, história e aventura…

 

Mesa decorada para festa infantil, com vários objetos (frutas e folhas verdes) compõem o cenário.

 

Em outro canto da mesa, a penteadeira da boneca virou o camarim de Carmen Miranda. Que, ao fim da festa apareceu ao vivo personificada por…. mim, claro, que sempre quis ter um bom motivo para usar a fantasia da Diva. Entrei cantando claro – e só não cantei mais porque afinal de contas a festa era da Marina…

 




saia justa das babás em bufês

 

 

Lisa me pergunta o que fazer quando seus convidados levam, além da criança, também a babá para a festa babá para festa.

Em desespero ela pergunta “O que dizer? Fica chato dizer que  tudo foi planejado e pago por pessoa?”

Fica sim. Festa infantil é um problema sempre: não apenas porque há um exagero em tudo (e as crianças não pedem por isso apenas querem se divertir) e as mães por sua vez parecem competir para ver quem faz a festa mais mega e super. Aí vem a conta: e reclamam que algumas amigas levaram babás…

Precisa bufê mesmo? pessoalmente acho caríssimo e minha filha fez apenas duas festas em bufês e mesmo assim dividindo a data, convidados e a conta com outra amiguinha. E naquele momento, lembro que entreguei a Deus, paguei e jurei nunca mais fazer. Recaí na segunda vez por pura culpa (a primeira havia sido quando ela fez 2 ano e ela já tinha 8) e então tiver certeza que aquilo tudo era desnecessário.

Mas, se a pessoa escolhe pagar um bufê tem que arcar com todas as consequências inclusive pagar pelas babás que porventura irão – porque festa infantil já é chatíssimo, sem babá é o inferno na terra…..

Não dá para pedir as babás que não comam – daí o jeito é pensar muitas vezes antes de aumentar a lista de convidados: pense se vale a pena convidar tanta gente – por exemplo, não precisa ser toda a turma, apenas a classe…. Ou talvez, apenas os melhores amigos. E aí, nesse caso, talvez valha mais a pena leve-los todos (com babá e tudo) em vans para um passeio interessante. É mais barato, e todos saem ganhando…




Carnaval: fantasia de crianças para fazer em casa!

fantasia+infantil_claudiamatarazzo

Que charme essa palhacinha, não? Uma saia feita de retalhos, tecidos coloridos, meias divertidas e uma camiseta branca: ta pronta para pular o Carnaval.

6d8fa89751faf0c83726e596b787c0be

Que graça ficou o Mini Picasso! E dá pra fazer em casa, hein?

princess-leia

Tenho certeza que os personagens do Star Wars vão aparecer com tudo nesse Carnaval. Se tiver um vestidinho branco no armário, aproveite e leve sua Princesa Leah para o baile! Nesse caso, o cabelo é o personagem principal.

Cat

Fofurice pura essa gatinha. Com o calor que anda fazendo, melhor um maio em vez do collant preto, né? Mas vai brilhar de qualquer jeito.

Butterfly

Simplesmente enlouqueci com a borboleta. E olha que dá pra fazer em casa. Nem precisa saber costurar, cola de tecido funciona que é uma beleza.

Surgiu uma matinê de última hora? Arrase na pintura facial. Simples e gracinha demais.