Porcelana, grés ou cerâmica?

Paulo Lara da @larakasashopping explica aqui a diferença entre porcelana, faiança (ou grés) e cerâmica.

Trata-se de porosidade, temperatura e tempo de queima que resultam em um produto com textura e aparência diferente.

Hoje é até possível encontrar o efeito “craquelado” de peças antigas em coleções novas. O uso das diferentes texturas vai do gosto de cada um, ainda que, a cerâmica e o grés mais porosos, encontrem melhor contexto em decorações mais rusticas enquanto a porcelana reina versátil em qualquer ambiente.

Porcelana Schmidt – linha exclusiva Diva

 

 

 

 

 




Bares e Restaurantes pós pandemia – como fica o protocolo com os funcionários?

Nem todas as preocupações de segurança afetam diretamente o cliente; na verdade, há um número igual de preocupações que precisarão ser tratadas para que os funcionários se sintam seguros no retorno aos seus empregos.

Não poderemos ter preguiça de imaginar “como fazer” … Tudo: desde o atendimento a apresentação da comida e até mesmo o novo layout – com mais espaço e menos lugares disponíveis.

Quem diria que o perigo desse lugares agora serão as superfícies e a proximidade de colegas e fregueses e que causariam mais medo do que um piso molhado ou o fogão quente?

Pois é a nova realidade!

Embora muitos estabelecimentos já tenham a funcionalidade automatizada de checklist, será necessário retrabalhar as tarefas reais para garantir que novas normas de limpeza e monitoramento sejam refletidas na lista de itens a serem executados. E sim, ter máximo cuidado e atenção para incorporar tudo isso!

Coisas que não podem faltar – desinfetante para as mãos, luvas de látex, álcool, máscaras… itens essenciais, na verdade para todos!

Se puderem façam uma rápida verificação de saúde para seus funcionários à medida que retornam ao trabalho, assim, ficarão mais tranquilos sabendo que só está lá, quem realmente pode estar!

Muitos estabelecimentos já usam tecnologia para que os funcionários possam bater o ponto, smartphones para anotar o pedido dos clientes. Mas será preciso universalizar esses procedimentos. Em tempo: um treinamento (em grupos pequenos) para que possam  re aprender a limpar sempre essas superfícies seria de grande ajuda também, assim como, cardápios plastificados e limpos na frente do cliente..

Tudo é novo – mas essa é a nossa nova realidade e acredito que será assim por muito tempo – mas acima de tudo, o gestor tem que estar mais que atento a tudo que está acontecendo.

Vamos nos acostumar com isso mais rápido do que imaginam. Vamos novamente olhar o lado cheio do copo. Os comércios serão reabertos –  isso é excelente e, se todos colaborarem, é assim que vai continuar.




Mix de Taças – agora pode e deve!

 

Depende. No meu caso adoro misturar a mesma textura com cores diferentes, como na foto acima – que mal tem se combina como resto da decoração? Também não vejo nada demais em misturar texturas – como no caso das taças abaixo: a âmbar bico de jaca super vintage com a delicada taça de vinho transparente fiou ótima!

Ainda: hoje é perfeitamente normal ter taças de várias cores escuras como vermelho rubi e até mesmo pretas – tendência há alguns anos e que se mantem agora também nos pratos e baixelas. Quer misturar as cores? Pode – desde que não misture mais de 3 para valorizar: assim o efeito de contraste ou mesmo de diferentes tonalidades não se perde.

 

 

As taças todas iguaizinhas como nesse requintado jogo bom borda trabalhada em dourado são sem duvida nenhuma elegantérrimas e corretíssimas em qualquer ocasião! Se tiver poucas dessas não hesite em misturar pois combinam com praticamente tudo! Finalmente, existe sim uma regra  segundo a qual as taças de vinho devem ser sempre transparentes para que se veja a cor do vinho e se perceba melhor o seu corpo. Regra que super procede tá?

No entanto com a tentação dos novos jogos coloridos é perfeitamente natural usar cor em taças de vinho em refeições informais ou em família. Porém, se for receber em uma ocasião mais formal ou mesmo pessoas que saiba que são apreciadores de vinho e vem de culturas como a italiana ou francesa que realmente valorizam esses detalhes, tente usar taças transparentes. Pode até misturar cores e texturas – desde que as de vinho mantenha sua transparência…

 




Como fazer para começar a praticar a Mesaposta

mesa clássica de uma família inglesa - do seriado Downton Abbey - os homens usando casacas pretas e as mulheres usando vestidos longos. Ao centro dois candelabros de cinco velas acesas.

DOWNTON ABBEY SERIES 2 EPISODE2 DOWNTON ABBEY returns for a second series. Pictured: General dinner scene Photographer: NICK BRIGGS .

Quem não gosta de se sentar à mesa, almoçar/jantar ou até mesmo um café da manhã/tarde com seus amigos e familiares? É um hábito que foi resgatado com muita propriedade pelo movimento das Meseiras do Brasil, capitaneado pela maranhense Viviane Moreira, que hoje, tornou-se um fenômeno Nacional .

E que é gostoso e saudável. Sabe por quê? Quando sentamos com alguém, estamos dando a essa pessoa, algo muito especial: o tempo. Algo que é muito raro de se ter hoje em dia. Mas que com a obrigatoriedade da quarentena, agora podemos desfrutar…

Imagine então se, junto ao tempo, montamos uma linda mesa. É delicado e mostra o quanto o anfitrião tem prazer em recebe-lo. E não importa se as louças são caras, as peças sofisticadas ou itens mais simples, a mesa posta é democrática: basta montá-la com carinho e curtir a companhia de quem se reúne ao seu redor.

Atualmente, com a crise, muitos queremos fazer reuniões em casa em vez de sair para jantar em restaurantes. Esse fator está contribuindo para  aumento de interesse   nesse  assunto além de um significativo crescimento no mercado de porcelana e acessórios de mesa. E vamos te ajudar nisso:

Louças: pratos, xícaras, travessas na cor branca. Elas combinam com tudo e pode-se fazer combinações com outros jogos de louças coloridos ou estampados.

 

mesa de madeira retangular na cor preta, montada para oito lugares, ao centro dois castiçais com velas brancas, nos lugares jogo americano em linho branco com detalhes bordados, pratos em porcelana branca com as bordas na cor preta, os talheres em cada lugar com faca de peixe e faca a direita, garfo de peixe e garfo a esquerda, os talheres de sobremesa acima dos pratos, guardanapos em tecido de linho branco, adornados com porta guardanapos em forma de rosa vermelha, ainda no centro da centro conjunto de pequenos vasos com flores vermelhas

Faqueiro: invista em um de qualidade do modelo mais simples. Com ele é possível fazer diversas combinações. Um conjunto bem completo pode durar anos.

taças de cristal, posicionadas todas juntas, de vinho tinto, vinho branco, água, licor, frisante, champanhe,

Taças:  algumas taças e copos altos. Hoje em dia é possível encontrar diversos tipos de taças com preços ótimos e até em quantidade menor. As taças valorizam muito a decoração.

Sousplat: em algumas ocasiões é a partir dele que começamos a elaborar/pensar em toda a decoração, quando usamos esse acessório não há necessidade de usar jogo americano, mas isso é totalmente opcional, tá? É esse prato maior que colocamos embaixo do prato raso. Pode ser em prata, metal, vidro, fibras plásticas  madeira pintada (como esse abaixo), vime ou outros materiais . E é retirado junto com o prato raso na hora de servir a sobremesa.

mesa redonda de madeira, junto a uma porta de vidro, com cortinas marrom, o tampo de vidro sobre a mesa, protege o souplat na cor dourada sobre ele um prato de porcelana branca com as bordas em detalhes listrados em verde e ouro, o guardanapo branco está com um porta-guardanapo em formato de rosa azul, o jogo americano redondo, é da cor branca. A frente de cada prato, as taças de vinho e champanhe vazias e o copo de água. Aparece apenas uma faca em prata junto ao lado esquerdo do prato.

Porcelanas Schmidt – coleção Audrey

 

Mesa de refeição, em madeira escura, com um protetor vazado, com supla na cor dourado, prato de porcelana branca, pequeno graveto sobre o guardanapo, na cor branca, taças de vinho e agua. e talheres posicionados nas laterais dos pratos.

Guardanapos de pano: dão mais requinte a sua mesa, claro. Mas nada impede de usar os de papel maiores decorados e coloridos.

Estes são itens básicos para se montar uma bela mesa. Além claro, de toalhas, lugares americanos, jarros e flores (poucas para um pequeno centro de mesa). Mas, com esses itens você já pode montar sua mesa lindamente.

@meseirasdobrasil




França x EUA: no quesito serviço a mesa, qual você prefere?

 

Antes vamos entender: serviço a francesa é aquele em que, uma vez acomodados ao redor da mesa, os convidados servem-se das travessas apresentadas por copeiras ou garçons conforme a ordem pré determinada dos pratos. A bebida é servida conforme pedem a outros profissionais que chegam em seguida a quem serve a comida.

No serviço americano, a comida estará toda disposta em um bufê ou sobre a mesa principal, pilhas de pratos e talheres idem, assim como os guardanapos.

Copos e taças ficam em outro aparador com a bebida.

mesa clássica de uma família inglesa - do seriado Downton Abbey - os homens usando casacas pretas e as mulheres usando vestidos longos. Ao centro dois candelabros de cinco velas acesas.

DOWNTON ABBEY S Photographer: NICK BRIGGS

Abaixo algumas das alegadas vantagens do Serviço Americano:

Economia no serviço – com apenas uma pessoa ajudando é possível atender a pelo menos 20 pessoas. Embora, dessa forma, a dona da casa tenha que se desdobrar orientando não apenas a pessoa contratada, mas também seus convidados quanto a onde está o gelo, onde estão guardados mais guardanapos, o saca-rolhas extra onde fica etc.

A informalidade ajuda – com tudo sobre mesa e aparadores, a dona da casa pode aproveitar a festa. Será mesmo? Como disse, ela precisará estar o tempo todo a disposição para orientar um e outro, ver se é preciso reposição dessa ou daquela travessa etc

Sempre cabe mais um – cada um se acomoda como dá e por isso mesmo é preciso disponibilizar pufes, cadeiras e banquinhos da cozinha e/ou varanda, abrir espaços em superfícies para apoiar pratos e copos.

As pequenas falhas não aparecem tanto – com a turma espalhada pela casa, ninguém presta muita atenção a decoração de mesa, apresentação da comida, etc.

Na real? Acho um horror. Para quem recebe, claro. Pois, para os convidados, como dizia minha avó, basta pendurar um bom presunto na porta que todo mundo se diverte e come bem…

Mas, para quem abre a casa, é apagar incêndios o tempo todo. Ora, passada a reunião, em vez de uma casa relativamente ajeitada no dia seguinte, o mais provável é que se encontrem resquícios da festa na varanda ou mesmo no escritório, depois de uma semana…

São taças largadas meio cheias, guardanapos que somem entre as almofadas do sofá, papeizinhos amassados pelos cantos… um pesadelo!

O trabalho é muuuuuuito maior depois…

Quanto a aproveitar a festa, no serviço a francesa, com todos reunidos ao mesmo tempo em volta da mesa, a conversa flui melhor, todos podem compartilhar ao mesmo tempo tanto do que se fala quanto do que se come – e existe um controle muito maior e melhor.

Definitivamente, no quesito qualidade e requinte de refeição – tanto nas receitas quanto no serviço, fico com os franceses.

Banquete Oficial com uma mesa retangular enorme com 50 pessoas de cada lado, a maioria homens de terno, e ao centro da mesa temos muitas pequenas velas acesas. e alguns candelabros maiores com velas acesas e com as bases floridas.