10 ítens dispensáveis para economizar no seu casamento

Também sabemos que os apaixonados tem pressa e que as noivas e suas famílias fazem verdadeiras loucuras em nome do “ é só dessa vez” ou ainda do “eu mereço” e depois deixam assessores de casamento malucos querendo “ enxugar” o orçamento de uma festa que já está apalavrada, assinada e reservada e – pior – com uma enorme expectativa de “ impactar …

A Indústria do casamento se reinventou e hoje é das mais lucrativas mas, justamente por isso pode-se escolher,  questionar e dispensar uma série de seus produtos que foram lançados ora para resolver, ora para impressionar, mas, na maior parte das vezes apenas para inovar e faturar em cima do sonho e do impulso desses noivos/famílias mesmo!

Só para facilitar fiz uma lista de alguns itens que podem até ter valor mas que também podem perfeitamente ser dispensados de qualquer festa – inclusive as mais elegantes – sem o menor prejuízo com uma enorme economia para seu bolso.

  1. Drones e robôs – quem precisa disso? Drones fazem fotos e vídeos aéreos. Beleza, mas, para que mesmo precisamos de imagens com toda essa pirotecnia? O que vale mesmo em um casamento são as pessoas. E, estas vistas de cima, não tem a menor graça.
  2. Flores aéreas – se naturais além de ostensivo é antiecológico e, mesmo as artificiais mais poluem visualmente e encarecem do que enfeitam. Novamente: quem precisa olhar tanto para cima e ser impactado quando a emoção deve estar permeando as pessoas “em terra?”
  3. Projeção mapeada – de verdade? Acho brega. Melhor um bonito jogo de sombras feito por um bom iluminador/decorador.
  4. Passarela de espelho – mega brega. Além de 9 entre 10 noivas que usaram terem tido que parar com o véu ou vestido enroscado em cantos da dita cuja… Sem falar que igreja bonita não precisa de nada disso.
  5. Mesa de Doces Vip – aquela que precisa contratar uma babá para cuidar da mesa até que a noiva “tire fotos” com a mesa de doces. Gente! Menos! Tire foto da mesa sozinha e coloque-a já na saída, junto com cafezinho para que as pessoas só vejam nesse momento. Economiza nos doces e na babá… E se quiser, use uma linda mesa de sobremesas (mais em conta e muito decorativa) no meio do salão. Assim, todo mundo come de verdade e mata a vontade de tanto doce…
  6. Presente de padrinhos – piração e modismo dos mais sem sentido: pura invenção e caríssima. Esqueça.
  7. 2 Bandas sertanejas – uma banda ao vivo banda é caro duas é ostentação. Não é preciso duas para animar uma festa…
  8. Números Circenses – homens iluminados e outras graças em festa de casamento só se justificam quando os noivos carecem completamente de carisma e/ou personalidade… Eu hein?
  9. Fogos de Artificio – nem na praia, nem no campo nem ao ar livre. Encarece e tira a atenção do que realmente importa: vocês….
  10. Lenços e água no altar – com rótulo personalizados. Esqueça. A garrafa e os lenços – assim como seu dinheiro vão direto para o lixo. Lembre disso.



Trajes reais: nem sempre a prova do clima.

Escolher uma roupa não é fácil, ainda mais mulher. Se for da família real, deve ser sempre  mais difícil, pois o número de fotógrafos e fãs é um pesadelo para quem gosta de uma certa privacidade. Sem falar que  a probabilidade de ter uma foto espalhar ao mundo em um momento de mico é fato.

Vocês ja devem ter notado que os modelos usados pela a Rainha Elizabeth II, sempre incluem um casaco pesado não é ? O primeiro motivo é o frio e o segundo, mais provável é que ele não irá voar pelos ares. Mas nossa eterna Rainha Elizabeth II jamais  foi pega em uma cena como as abaixo. De fato sua compostura em eventos públicos nunca deixa de me espantar. Já as princesas, ou melhor as mais moças, ainda inocentes nesse quesito, ainda erram.

 

 

O uso do chapéu na Inglaterra tem um charme todo especial. Daí que a escolha é super cuidadosa. Mas como prende-lo firmemente deveria fazer parte do pacote, pois ter um chapéu voando numa cerimônia de extrema importância, pode ser a foto do dia. E óbvio, será imediatamente colocado nas redes sociais e sites de notícias.

Não deve ser nada fácil ver essa imagem sendo divulgada nas mídias: chovia torrencialmente e a ilustre convidada do casamento real levantou as saias rapidamente no trajeto até a festa. Calculou mal e além de quebrar toda essa cena real de casamento, com pompa e circunstância – a imagem será lembrado para sempre, pelo menos entre os presentes.

Tudo tem uma primeira vez e o Rei Harald VI da Noruega, passou por esse mico: pisou na ponta do delicado vestido de  gala de sua esposa Rainha Sonja da Noruega. Difícil deve ter sido ela continuar com a cara boa, mas, princesas e rainhas tem um treino especial para driblar esse tipo de coisa….

Nesse caso não foi o vestido mas a falta de equilíbrio do Rei Juan Carlos numa cerimônia oficial, onde a Rainha Sofia tentou ajudá-lo e quase deixou cair a bolsa. Foi salva pelo sempre  atento o Príncipe Herdeiro Felipe (ainda não coroado na época), que socorreu a mãe prontamente.

Mas uma vez a Duquesa de Cambridge, Kate Middleton, passou apuro nesse evento, que seria lembrado, festejado por sua presença, mas o famoso ventinho soprou e novamente gerou uma imagem que viralizou nas mídias sociais, onde tudo é prontamente postado, gerando notícia.

 

Ok, não é fácil e aos poucos elas vão aprendendo que precisam ficar atentas aos milhares de olhos, pois hoje, todos são fotógrafos, carregam em suas mãos uma armadilha em potencial: um smartphone que registra tudo de bom ou ruim que possa acontecer…

 




EMPRESTAR OU NÃO – EIS A QUESTÃO…

Para não entrar em frias, é essencial estar preparado para um eventual pedido – pelo menos diminui suas chances de ficar contrariado ou levar sustos. Afinal combinado não sai caro…

O que avaliar antes de emprestar – pense se você ama demais aquilo e não quer arriscar danificar ou que não volte. Simples assim. Não importa o valor da coisa, se responder “ah, esse é de estimação, não sai daqui de casa” – a pessoa não pode insistir, certo?

Também avalie se a pessoa merece o empréstimo – o “não” existe também para isso…

O que não devem ser emprestado – peças íntimas como sutiã e biquíni, fone de ouvido, travesseiro…

Qual a melhor maneira de pedir algo emprestado? em particular, com tempo e sem pressão. Isso é básico. E sempre abrindo o pedido com um: “vou te perguntar mas você tem toda a liberdade de não querer tá?” E aí emendar: “você se importa de me emprestar…” e, ato contínuo explicar sucintamente o motivo do pedido e já dizer quando pretende devolver…

Dinheiro emprestado – prepare-se para ouvir não e continuar amigo… Independente se vai pedir a família ou amigos: não faça contas no bolso dele. Você nunca sabe quais os verdadeiros compromissos do outro. Ele pode não ter de fato e não simplesmente estar inventando desculpas.

Se é você que está emprestando – saiba que a maior parte dos empréstimos de dinheiro entre amigos e família ou não volta ou demora muito. Portanto, pense em uma quantia que não lhe fará falta, diga que tem essa quantia disponível e que ele não precisa devolver.

Ajuda sempre! E mais do que se imagina! E você não precisa ficar com esse problema pendente e a pessoa não fica constrangida em um momento apertado a lhe devolver,

Quando a pessoa não devolve – peça sem medo. Pergunte qual a previsão de devolução pois você vai precisar para….

Quais os riscos de emprestar algo a alguém? – não voltar ou voltar danificado portanto, não empreste nada que seja super de estimação tá?

Em tempo: às vezes, seus amigos podem estar com medo de devolver algo porque o estragaram ou perderam. Se for esse caso, esteja preparado para perdoá-los.
Dicas que não são garantia mas ajudam:

Anote seu nome no item – com etiqueta adesiva ou faça um rótulo com seu endereço impresso.

Determine data limite de devolução – com um curto período de tempo – e respeite-a. Mesmo que seu amigo queira ficar mais tempo com o item, ele estará avisado de que você o quer de volta.

Importante: as pessoas reagem de maneiras diferentes. Algumas não entendem indiretas, então não será suficiente só citar o item em uma conversa. Já outras pessoas podem ficar ofendidas com sua franqueza e se sentirem atacadas. Conheça seu amigos e respeite suas peculiaridades.

É isso aí! Espero ter ajudado mas, de verdade, quando são itens aos quais não sou super apegada, tenho o maior prazer em emprestar e até, se depois de algum tempo percebo que não está fazendo falta, nem me importo em doar..’




Etiqueta para Crianças

 

girls_tea_party-1559937

A esperteza de minha mãe em nos ensinar, ainda pequenos, as regras de etiqueta como se fosse brincadeira foi fundamental para que nos tornássemos adultos mais seguros e transitar com facilidade nos ambientes mais variados.

Quando me perguntam com que idade é bom ensinar as regras básicas de comportamento para as crianças respondo que quanto antes melhor. Desde pequenininhos mesmo!

Acredito nisso – pois vivi a experiência com minha mãe Teresa, criatura curiosa e sociável, que fez questão se nos apontar desde sempre as diferenças de costumes e modos de fazer nas mais variadas situações do dia a dia.

Fazia isso de forma divertida e aprendíamos meio que sem perceber – embora ela fosse rigorosa para nos mostrar e impor limites.

Agradeço a ela até hoje e insisto que é mais fácil e útil do que se imagina!

A criança fica mais segura: ela tem respostas e sabe como agir e porque deve ser daquela forma.

Elas aprendem a socializar com mais facilidade – cientes 0dos limites fica muito mais fácil participarem de grupos, brincadeiras e fazer amizades criando vínculos de qualidade ao longo da vida.

Educação encanta igualmente pais e colegas – quer coisa melhor? Os pais dos amigos certamente vão reparar que seu filho é educado e descolado. E os amiguinhos respeitam esse conhecimento e atitude que, além de não ocupar espaço, facilita a vida – mesmo na infância.

 




Cannes – Um festival de Fendas


 

Verdade que, desde sempre as atrizes e modelos parece que se inspiravam na liberdade da praias da França para exibir mais do que o normal de suas lidas silhuetas.

Bella Hadid (na foto acima), em 2016  virou a cabeça de todos na premiere da Unknown Girl, em Cannes. Ela usava um vestido de alta costura Alexandre Gauthier, criando um visual que os comentaristas comparavam a Jessica Rabbit.

O festival de cinema de Cannes, na França, é um dos mais importantes e emblemáticos e nesse ano a brasileira  Alessandra Ambrósio – dominou o primeiro dia nesse vermelho e o segundo, vestindo branco, mas também com fendas enormes como se vê nessa foto abaixo.

Entre as muitas tendências deste ano, não resta dúvidas de que as fendas ficaram ousadíssimas – e muitas vezes beirando o ligeiramente sem noção…

A cantora Selena Gomez (abaixo) fez sua estreia no tapete vermelho do evento. Tudo muito estruturado e certinho, acabou deixando o visual carregado – considerando a juventude da moça não acham?

A atriz Romee Strijd, abaixo arrasando – foi uma das que extrapolou; apesar de linda e usar um vestido de renda espetacular, a fenda não combinou com o decote: ela até que pode tudo – mas tira o foco do seu lindo e perfeito rosto!

 

A atrizes Eva Longoria, acima também surgiu com um vestidos tomara-que-caia de fendas reveladoras – mas até que discreto comparado ao que foi visto. E Carla Bruni (abaixo) super na medida, acabou lacrando com uma fenda mais discreta no modelo grafite de um ombro só: provando mais uma vez que menos (fendas e decotes) é mais (nesse caso elegância e charme)… Não acham?