Tome-Ishi: quando o proibido fica lindo

o

Essa linda pedra amarrada é a forma ultra sutil de os japoneses dizerem “não passe”; utilizada para indicar a direção a seguir em bifurcações de jardins – principalmente quando acontece uma cerimônia de chá ou evento privado para não incomodar convidados.
É chamada de TOME-ISHI (tome= parar, ishi=pedra).
Essa é a explicação da professora de etiqueta japonesa Lumi Toyoda que muito me ensinou por ocasião da vinda do Príncipe Herdeiro Naruhito do Japão, quando o recebemos em um jantar para expoentes da nossa valorosa colonia japonesa no Brasil.
Quando se trata de delicadeza e sobriedade japoneses são imbatíveis!



PRESENTES DE FIM DE ANO – LAMAJ DO JAMAL

Ok, sabemos que não dá para presentear com chinelos e meias o chefe, ou com perfumes aquela cliente especial (mais por ser algo muito pessoal e dificilmente a gente acerta).
Mas quitutes e iguarias, podem ser uma ótima pedida – nesses tempos em que todos ou cozinham ou são fãs de algum Chef com programa de TV (ou frequentadores de algum restaurante descolado – seja ele mais sofisticado, um simples boteco ou food truck) .
Por isso recomendo não apenas para dar de presente mas também para ter em casa a nova linha Lamaj, do querido Jamal.
São cinco as novas delícias para quem gosta de experimentar novos sabores! É uma linha de acompanhamentos que vai transformar os ingredientes mais comuns do dia a dia:  geléia de whisky com tangerina, creme de limão cravo (sensacional para peixe e saladas), mostarda com bocaiúva, super exótica para comer com frango e linguiças, cebolas caramelizadas e defumadas para acompanhar carnes e peixes…

Tudo com base na gastronomia artesanal do Jamal, já conhecido por sua linha de pimental insuperável e que, ao lado da mulher e das filhas, nos proporciona com esses temperos. Refeições de verdadeira, plenitude do paladar…

Quem mora em Sampa pode aproveitar o fim de semana para conhecer de perto: a linha Lamaj pode ser encontrada na rua Dona Germaine Buchard 560 – alem dos bons supermercados. O site para mais detalhes é www.lamaj.com.br – experimenta e me conta!



Como montar uma mesa de café da manhã

 mesa de café da manhã, numa sacada de um hotel em Capri, Italia, num belíssimo cenário da italiano. Sobre a mesa com toalha com tecido claro, temos copos de sucos, xícaras , pães e ao fundo , flores num vazo .
Exitem vários tipos de encontros, os tradicionais e os outros que são mais rápidos e comerciais – e nesse caso, tendem a se parecer com a foto acima com muito mais variedade de elementos.
 sobre uma mesa , coberta com uma toalha branca, um jogo americano em azul pastel, transparente, guardanapo em renda branca , com um prendedor com um pedra cristal, garfo e faca prateada, um prato de sobremesa em vidro transparente com borda dourada, e sobre ele o pires em porcelana aquarela, floral claudia matarazzo, e xícara com detalhe floral na parte interna. Ao lado um copo de vidro com agua.

Já, um lugar de café da manhã em casa fica mais parecido como o da foto acima: prato de sobremesa embaixo do pires da xícara para pães e bolos, os talheres são os de sobremesa que, diferente dessa foto,  também podem ficar a direita do prato, isso não é rigoroso…

Usamos  as xícaras de chá ou canecas de café com leite – e tomamos o cafezinho na xícara de chá mesmo que pode ter dupla função. Salvo exista um pedido específico para que se use a xícara menor.Os copos de long drink (sem pés) ou taças em vidro maiores podem ser usados  para sucos e/ou água.
Use uma toalha de mesa se for para muita gente: facilita também a disposição de cestas de pão, manteigueiras, potes de geléia, mel, pratos de frios e outros alimentos que queiramos colocar a mesa. Além das jarras de suco, bules e leiteira sou mesmo garrafas térmicas. Se for colocar alimentos como saladas de frutas ou sucrilhos, é interessante que se coloque também com um “bowl” ou cumbuca.
 O café da manhã em casa é muito pessoal e informal. E os comerciais de negócios tendem a seguir esse formato.



TRABALHAR DE PANTUFAS : pode isso?

 

 

Há alguns anos vemos o ambiente corporativo se transformar cada vez mais: de mesas de jogos colocadas em áreas comuns, funcionários podem ser vistos jogando toda sorte de jogos, passou a ser permitido levar pets no escritório… vale quase tudo para que os funcionários sintam-se bem a ponto de ser mais criativos e competitivos.

Até aí, beleza. As gravatas foram banidas e, cada vez mais, o dress code ficou mais informal – a ponto de muitos ambientes parecerem academias com homens e mulheres vestindo moletons e camisetas esportivas.

Mas o caso mais emblemático foi o de uma agência que institui o hábito de os funcionários, trocarem os calçados por confortáveis pantufas para trabalhar. Eles amaram, claro. Mas, nada me tira da cabeça que, como é muito informal e preciso manter as pantufas no PÉ elas acabam largadas pela sala…. o que pode causar uma certa estranheza caso chegue algum cliente inesperado (ou mesmo esperado)…

Sem falar que os modelos de pantufas são icônicos e cheios de mensagens subliminares… Eu heim? Acho mais simples um calçado bem confortável – e não ter que ficar explicando tanto por estar tão fora do padrão…




Não pague mico por detalhes em restaurantes

imagem de uma mesa de madeira, com vários pratos de comida. A esquerda um prato com um sanduiche de hotdog com batatas e ao centro um molho especial, junto a ele 2 taças de champanhe , no primeiro plano um outro prato com o mesmo tipo de hotdog, batatas fritas, junto a ele um copo com água.

Como as dúvidas referentes a gastronomia e mesa são as mais frequentes,  atente para alguns detalhes que podem nos confundir e nos colocar em uma situação constrangedora…

Como chamar o Garçom– há quem estale os dedos e quem grite ” Chefe!”. Na real, chamamos o Garçom com um aceno. Ou basta um  olhar e um aceno de cabeça. Eventualmente levantamos a mão e fazemos contato visual. Quando muito um “por favor” em voz audível, mas baixa. Em se tratando de bons profissionais, deveria bastar…

Como cumprimentar no restaurante  – se encontrar alguém conhecido não se levante: acene de longe e, caso ele esteja sentado, não se aproxime para estender a mão. Além de atrapalhar quem está comendo, atrapalha o serviço mesmo. Se você estiver sentado e alguém vier até seu lugar – não se levante – cumprimente sentado mesmo, de forma a deixar claro que a pessoa que está com você a mesa é mais importante e não merece ser abandonada enquanto outra pessoa interrompe  para bater um papinho em pé no restaurante

6108-06166035
Masterfile Royalty-Free Model Release: Yes 
Property Release: Yes
Man paying bill by credit card in a restaurant

 

Quem paga a conta: na primeira vez, e em negócios,  paga a empresa  que convida. Independente de ser homem ou mulher, quem faz isso é a pessoa de cargo mais graduado. Depois  é natural dividir conforme o caso. No entanto, muitas vezes homens mais velhos (ou conservadores) insistem em pagar quando a outra parte é uma mulher ou mesmo quando é a primeira vez.  Questão de hábito arraigado. Se você for essa moça, e perceber que para ele é importante aceite graciosamente: não é o caso de criar uma polêmica em torno desse assunto…