Casar com fogos – fria ou moda boa?

Um casal de noivos a beira de um lago se beija e ao fundo ve-se um castelo, e, em primeiro plano, a palavra "Love"escrita com fogos de artifício e em letra cursiva e rococó.

Aí, junto com o arroz da prosperidade, assim que a noiva sai da igreja, está armada uma explosão multicolorida nas alturas com fogos de artifício, em um espetáculo pra ninguém botar defeito.

Hoje, esse é um dos momentos preferidos do pai da noiva, que não mede esforços para pagar esse momento – que, aliás não custa pouco.

Hello!!! Fujam meninas, nem pensem em aderir a esse mico. Fria total, sabe por quê? Imagine a cena: a noiva linda, depois de meses de planejamento e produção, caminha lentamente pela nave da Igreja saboreando o momento.

Já fora do templo, em vez de ser admirada por todos que lá estarão, ela simplesmente para e faz carinha de ovo – enquanto a multidão de amigos passa vááaaaaarios minutos olhando para cima apreciando o espetáculo luminoso e colorido.

Quando acaba, a pobre noiva já era. Foco totalmente perdido. E em nome de que mesmo?

Noivas,  sejam espertas: economizem essa e, se alguém insistir, digam que esse tipo de espetáculo é mais adequado para Reveillon ou, no limite, para programar para o final da festa – jamais, no começo dela tá?




Mini Weddings – e se o casamento for só no cartório?

arranjo+mini+wedding_claudiamatarazzo

Para o Cartório: não é necessário convite e comparecem apenas os padrinhos e familiares diretos: pais e irmãos.

Para o almoço ou jantar íntimo – se quiser fazer um convite impresso certamente os convidados – ainda que poucos e íntimos – vão se sentir prestigiados. Não é obrigatório, mas marcar um momento importante com um convite físico faz diferença. Como são poucos dá pra fazer um convite bonito em nem precisa ser em gráfica – essas de Shoppings fazem coisas lindas em pouca quantidade!
Presente para padrinhos  – isso é invenção da indústria do casamento. Os padrinhos é que devem presentear e não o contrário.
Cartão de Participação – precisa? Sim. Mande um cartão de participação para todos os amigos que não foram convidados, mais ou menos assim:
 Fulano e Fulana participam  o seu casamento o ocorrido em
 (cidade ) no dia tal de tal( data )
e oferecem a sua nova residência a rua ( endereço)
 
Um cartão  bonito que pode ser confeccionado na mesma ocasião do convite.
Lembrancinha sim não? –  como são poucos pode ser um toque legal: mas nada complicado: uma caixinha de quatro bem casados ou bolo de rolo quadradinho ou mesmo os docinhos do almoço. Nada mais que isso…



Noivos: dá pra sorrir para a foto do dia seguinte?

 

Moça sem roupa apenas com o véu de noiva sentada nua sobre a cama. O rosto está escondido e pela janela do quarto entra uma luminosidade que infere que está no início da manhã. O cenário é de intimidade e paz.

Invasão na Lua de mel – é isso aí. Vocês vão dormir com aquele cansaço gostoso do agito e da emoção da véspera, mas, vão ter hora para acordar. E vão se lembrar da manhã seguinte, não como o início de sonho de uma nova vida mas com a imagem de um começo de dia agitado, com muito trabalho, produção de visual, bocas e salto – nem que seja aquele do chinelinho de quarto, na suíte de um super hotel.

Suíte Nupcial sem glamour – ainda que você esteja em uma super mega suíte nupcial blaster, não vai dar para aproveitar a dois todo aquele conforto. Pois,  no momento em que resolver abri-la para a equipe de fotografia vai ter que lidar com a burocracia de avisar recepçãoo do hotel, passar nomes da equipe e preparar o espaço.

Marcas da Paixão – sim! Infelizmente vocês vão ter que recolher as marcas da paixão da noite anterior .Nada de roupas espalhadas pelo chão ou pelos móveis. Alise os lençóis, retoque o batom, implore para o noivo dar um jeito no cabelo e fazer a barba logo cedo – ufa!, E você que achou que ia curtir um pouquinho de paz e intimidade… – Porque mesmo concordou com esse lance de foto do dia seguinte?!

Equipe de Produção – se você está pensando que a equipe de produção do fotógrafo contratado vai cuidar de tudo, se prepare; você terá pelo menos mais duas pessoas além do fotografo e do assistente invadindo seu quarto – ou seja, pelo menos 4 criaturas serão testemunhas do seu primeiro dia de casados…

Sem saída – quem disse? Ok, você já está pensando que a alternativa original era bem melhor, certo? Afinal, o que há de errado mesmo em cair nos braços do seu amor – ambos exaustos e alegres de paixão e brindes, fazer amor sem pressa e dormir sem perceber?

Depois acordar com preguiça e tesão, se entregar a mais uma sessão de carinho e, sabendo que ninguém vai chegar ( e que essa é só a primeira de muitas manhãs preguiçosas), cochilar saciados até beeeem mais tarde…

Café com Champanhe – aí, pedir um café da manhã com tudo o que se tem direito inclusive o melhor champanhe, pois você vai querer brindar a vida, o amor e aquela suíte maravilhosa com seu novo/a companheiro/a de vida – e na hora em que lhes der na telha.

Pois é! O fato de estar junto com seu amor, nesse dia e num cenário assim é uma sensação que ficará gravada em sua memória para sempre, inesquecível: e dispensa qualquer foto, vídeo ou postagem.

Mulher de costas nua, com longos cabelos negros cascateando pelas costas. Usa apenas um véu leve e curto preso por um adereço de prata e pérolas.




Lista de convidados: como não passar aperto?

wedding-invitations-with-best-design-and-top-wedding-invitations_claudiamatarazzo

Cerimônia religiosa ou festa? – é claro que, se for apenas para a cerimônia religiosa, vocês podem simplesmente  escolher um local de acordo com o número de amigos e familiares e convidar todo mundo. No entanto, quando se trata da festa, a coisa muda completamente. O ideal e correto é que se convide para a festa todos os que foram convidados para a igreja.

Vale- empada – as vezes não é possível convidar todos, e infelizmente, os noivos e suas famílias veem-se obrigados a recorrer ao deselegante “vale-empada” – aquele cartãozinho que vem anexado ao convite de apenas alguns felizardos convidando-os para a festa.
Não gosto desse expediente e acho que vale a pena fazer um esforço e reduzir os convidados para um número real de amigos mais íntimos e compatível com espaço da comemoração.

Pré lista  – o estilo do casamento também é decidido pela quantidade de convidados. Por isso, comece com um número que possa circular e se acomodar confortavelmente em sua festa. Depois, divida esse número por quatro. Quatro quer dizer: pais da noiva, pais do noivo, noiva e noivo. No total, são seis pessoas decidindo sobre quem vai e quem não vai à festa.

Para estabelecer isso, defina o quanto antes exatamente a fatia do orçamento que pode ser gasta na festa. Para isso, é necessário que vocês já tenham em mãos um primeiro levantamento de preços de bufês, flores e decoração, pois o
cálculo desse tipo de serviço e feito por pessoa.

Critérios de escolha – uma vez estabelecido esse número, a não ser que haja um orçamento imenso, é inevitável que vocês tenham de se decidir por alguns cortes. E esta é uma das partes mais delicadas.

O primeiro passo para simplificar a lista é comparar a relação de convidados de cada um e eliminar os nomes repetidos. Depois, risque aqueles amigos distantes, que moram em outros países, estados ou cidades. Se ainda assim for necessário cortar, restrinjam-se aqueles que vocês conhecem bem, deixando de fora os amigos da
ginástica ou da empresa.

Antes de mais nada, entre em um acordo com seus pais e sogros quanto à parte que cabe a cada um nessa lista. O ideal é que a cada família tenha o direito de convidar 25% do total, e os noivos, os 50% restantes, divididos como eles
acharem melhor.

Finalmente use o seguinte parâmetro: se você nunca foi tomar sequer um café na casa de determinada pessoa, porque mesmo ela tem que ser convidada para um momento tão especial de sua vida?

convite de casamento, em forma de calendário, feito num papel tipo papelão com escritas em marrom escuro.




Tradições muito loucas de casamentos pelo mundo

Em alguns países ao redor do mundo, essas tradições são variadas ou completamente inexistentes! De escandaloso ao reconfortante, aqui estão 10 tradições de casamento algumas bem estranhas…

Espanha – corte da gravata – durante a recepção do casamento, o noivo é cercado por seus padrinhos, que cortam sua gravata em pequenos pedaços e leiloada para os convidados. Acredita-se que possuir um pedaço da gravata cortada trará boa sorte. Bom, aqui no Brasil também temos isso. Alguns amam – outros detestam…

Guatemala – despedaçando o sino – após a cerimônia, todos os convidados vão até a casa do noivo, onde há um sino de cerâmica branca cheio de arroz, farinha e outros grãos pendurados na porta. Quando o casal chega, a mãe do noivo quebra a campainha, trazendo boa sorte e prosperidade aos recém-casados! Lindo mesmo, mas, quem limpa a bagunça depois?

Alemanha – serrar o tronco – depois da cerimônia de casamento, os noivos têm que usar um serrote de duas pessoas para cortar um tronco grande pela metade. Acredita-se que isso simbolize a maneira como devem trabalhar juntos no futuro. Fofo, mas haja força não?

Quênia – cuspindo na noiva – quando os recém-casados ​deixam a aldeia, o pai da noiva cospe na cabeça e no peito de sua filha, para não azarar sua boa sorte! Urgh, nojento! E será que funciona?

Japão – cerimônia de saquê – os noivos tomam três goles de três xícaras de saquê, seguid0s pelos pais – esse gesto simboliza o fato de estarem unindo as famílias.

País de Gales – rapto de noiva – um jogo simulado de rapto é jogado antes da cerimônia. Alguém irá sequestrar a noiva e levá-la ao pub antes do casamento. O noivo deve encontrá-los. Esse eu achei divertido mas tem muita noiva que não toparia isso por aqui.

Coreia – ganso para uma noiva – os noivos devem dar à sua sogra um ganso selvagem ou pato. Estes animais monogâmicos representam as intenções puras e a lealdade do noivo.

República Checa – fertilidade melhorada – antes das cerimônias, uma criança é colocada na cama do casal para abençoar e melhorar sua fertilidade. Uma vez casados, os convidados jogam sal, arroz, ervilhas ou lentilhas no casal para também promover a fertilidade.

China – obstáculos à noiva – as damas de honra dão ao noivo um dia difícil de casamento. Ele tem que provar que é digno, através de uma série de desafios. Depois disso, ele deve pagar as damas de honra com envelopes cheios de dinheiro! Quero ser uma daminha…

México – o laço – Uma vez que o casal tenha prometido seus votos, os convidados irão amarrá-los junto com uma corda especial. A corda é amarrada em forma de figura oito (infinito) para simbolizar a unidade duradoura do casal.

Pois é: existem tradições e tradições, mas uma coisa que não muda em nenhuma delas: a união de duas pessoas apaixonadas. Viva o amor!!! E  aí qual delas você adotaria?